icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/12/2013
19:06

Convocado frequentemente para a Seleção Brasileira, artilheiro e campeão da Libertadores, o atacante Jô não tem motivos para reclamar de 2013, mesmo que não tenha se saído bem no Mundial de Clubes com o Atlético-MG. Então, para 2014, o jogador só deseja a superação com um ano ainda mais especial.

- Entramos para a história do clube, fazer um ano melhor do que esse, descansar agora, pensar nas férias e, depois, na próxima temporada – afirmou o jogador.

Jô não esteve bem no Marrocos nos dois jogos que fez, mas dificilmente ficará de fora da lista de convocados para o Mundial no Brasil. Então, para ele, pode ser mesmo um ano melhor do que de 2013, defendendo as cores do seu país em casa.

O jogador foi artilheiro da Libertadores e teve um ano já de resposta aos críticos, depois de deixar uma mancha na sua imagem com uma passagem conturbada no Internacional. Seu momento é bom o suficiente para atrair a atenção de clubes europeus. Contra isso, a diretoria do Galo já renovou seu contrato e aumentou a multa rescisória.