icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2014
08:00

Depois perder muitos jogadores por conta de lesões – no início da Série B o Vasco chegou a ter oito titulares no departamento médico – Adilson Batista, agora, poderá contar com todos os jogadores.

Na reta final do Carioca, Adilson usou uma formação que funcionou e que, por pouco, não faturou o título. O time contava com um ataque formado por Reginaldo – que, apesar de não ser tão efetivo na frente, contribuía muito para a marcação no meio de campo –, Everton Costa e Edmilson, artilheiro da competição. Após o Estadual, porém, o treinador não conseguiu repetir a escalação. Em função disso, inclusive, foi muito criticado.

Nos últimos treinos, Adilson não esboçou o futuro time titular. Entretanto, com a sólida linha de zaga formada por André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan, as dúvidas ficam para o meio de campo e ataque.

O técnico pôde testar um novo esquema. No 4-4-2, há a opção de escalar Guinãzú, Fabrício, Pedro Ken e Douglas no meio. No ataque, Edmilson e Gladiador. Já no 4-3-3, teria de abrir mão de um dos três volantes por um ataque com três homens. As opções são Yago, Marquinhos do Sul, Biteco, Montoya e Thalles. Este último elogiou os companheiros que disputam uma vaga no setor:

– Kléber é um excelente jogador. Tem muita qualidade, reforça o nosso elenco. Aumenta a concorrência, mas na minha posição só tem o Kléber e o Edmilson. Eles têm todo o meu respeito, sou fã dos dois. Tenho certeza de que o Adilson vai escolher a melhor opção para o time.