icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/04/2014
12:00

Um mês depois, a derrota de Robbie Lawler para Johny Hendricks ainda repercute no mundo do MMA. No último dia 15 de março, Lawler foi superado por Hendricks na decisão unânime dos juízes, em duelo que foi muito equilibrado.

Apesar do resultado ter gerado certa polêmica entre os fãs, Lawler recusa lamentar a decisão dos jurados. Segundo o americano, ele não conseguiu terminar a luta como queria, e não tem desculpas para o revés.

- Para mim, isso já acabou. Não preciso ficar revendo isso todo dia. Não fiz o suficiente. Meu plano era pará-lo ou fazer o suficiente para os juízes pensarem que venci a luta. Não consegui fazer nenhum dos dois, então não vou chorar sobre isso. Quero me concentrar e olhar para frente - comentou o atleta, em entrevista ao site americano "MMA Fighting".

Mirando no futuro, Lawler já tem novo compromisso agendado pelo Ultimate e não ficará muito tempo afastado do octógono. O lutador, que encara Jake Ellenberger pelo UFC 173, no dia 24 de maio, em Las Vegas, nos Estados Unidos, revelou que não perdeu tempo e já retomou os treinamentos.

- Meu corpo estava legal. Estava pronto para voltar e construir em cima dessa derrota. Tem muitas coisas que quero melhorar e isso só me motivou para ir logo para a academia - completou o meio-médio.

O confronto entre Robbie Lawler e Jake Ellenberger fará parte do card principal da edição 173 do Ultimate. Na luta mais importante da noite, Renan Barão defende o título da categoria peso-galo contra TJ Dillashaw.