icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
02/06/2014
08:31

Um único jogo disputado em quase sete meses. É com tal retrospecto recente que a Seleção Brasileira chegou a Goiânia para retomar o ritmo nesta semana, quando terá os dois testes finais para a Copa do Mundo. Os amistosos contra Panamá, nesta terça, no Serra Dourada, e diante da Sérvia, na sexta, em São Paulo, servirão para os últimos ajustes de Luiz Felipe Scolari na equipe que estreia no Mundial, dia 12, contra a Croácia.

- A vontade de todos jogadores é jogar esses amistosos. Estou com saudade de representar o meu país - afirmou o zagueiro David Luiz.

O único amistoso disputado em 2014 foi em 5 de março, na vitória por 5 a 0 sobre a África do Sul, em Johannesburgo. Antes disso, os comandados de Felipão tinham ido a campo contra o Chile, em 19 de novembro de 2013: triunfo por 2 a 1.

Desde a final da Copa das Confederações, em 30 de junho do ano passado (3 a 0 sobre a Espanha, no Maracanã), o Brasil jogou apenas uma vez no país: goleou a Austrália por 6 a 0, em 7 de setembro, no Mané Garrincha, em Brasília. No período pós-título, a Seleção viajou para a Suíça, Estados Unidos, Coreia do Sul, China, Canadá e África do Sul.

A expectativa geral na concentração da Seleção, que se apresentou para a preparação há uma semana, é reencontrar o clima positivo que marcou a Copa das Confederações, quando o apoio foi maciço nos estádios.

- Eu vejo um povo apaixonado pela Seleção. Em todos lugares que a gente passou foi muito bem tratado, senti um amor. Sobre a mobilização, com certeza vão nos apoiar. Isso foi um diferencial na Copa das Confederações - disse David.

O primeiro teste para a Copa das Confederações foi há exatamente um ano, no empate em 2 a 2 com a Inglaterra, no Maracanã. Depois disso, o Brasil emendou as vitórias que formaram a base do grupo atual: França (3 a 0), Japão (3 a 0), México (2 a 0), Uruguai (2 a 1) e Espanha (3 a 0). Repetir a sequência a partir dos amistosos desta semana e na Copa do Mundo é o sonho do grupo.

- Já ganhamos muito na Europa, por clubes. Mas ganhar para uma nação é outra coisa. Seria a cereja no bolo não só para mim, mas para o povo, essa garotada que está na rua, o esporte é um incentivo a ter uma visão na vida deles. Vamos seguir nos preparando. O objetivo é 13 de julho - disse Dante, que será titular no lugar do poupado Thiago Silva, nesta terça.

Assim como o capitão, Paulinho, que sentiu o tornozelo esquerdo, e Fernandinho serão poupados e ficaram treinando na Granja Comary, em Teresópolis. A Seleção faz um treino na tarde desta segunda, no Serra Dourada.