icons.title signature.placeholder Marcio Porto
02/11/2014
19:01

Criciúma e São Paulo fizeram neste domingo, no Heriberto Hülse, o jogo do "parece, mas não é". Embate de vice-líder contra lanterna parece definido de véspera, mas não é. Tanto que os donos da casa deram muito trabalho ao Tricolor, que, por sua vez, parece desistir do título do Campeonato Brasileiro, mas só parece. A vitória dos paulistas por 2 a 1 só veio aos 37 minutos do segundo tempo, com gol de Alan Kardec, quando o duelo parecia definido... mas não estava.

O resultado, com gol de Edson Silva no primeiro tempo, e empate de Souza, no segundo, deixa o Tricolor com os mesmos cinco pontos de distância do líder Cruzeiro, que venceu o Botafogo também neste domingo. Mas, acima de tudo, manteve a esperança de conquista. Já o Criciúma parece morto no campeonato, na degola. Mas ainda não está. Ainda...

O "parece, mas não é" do jogo passa por Rogério Ceni. O goleiro do São Paulo, aos 41 anos de idade, parece velho, mas não está. No primeiro tempo, praticou duas grandes defesas salvadoras e ainda criou a primeira grande chance do Tricolor, em ótima cobrança de falta defendida por Bruno.

Com o São Paulo cansado pela maratona de jogos a que vem sendo submetido, o Criciúma parecia melhor e mais inteiro, mas só parecia. Só na base da velocidade não dá. As poucas chances criadas permitiram ao Tricolor ir à frente mais uma vez e, em cobrança de escanteio de Michel Bastos, Edson Silva escorou. O zagueiro parece grosso, lento, mas não é. É um dos melhores deste campeonato, isso sim: São Paulo 1 a 0.

No segundo tempo, o Criciúma voltou com Maurinho, que infernizou a defesa do Tricolor na velocidade. Em uma das escapadas, ele achou Souza dentro da área. O centroavante estava impedido, mas parece que o árbitro considerou que a bola foi diretamente para Lucca. O atacante, então em posição legal, cruzou, Ceni deu rebote e Souza, aquele, marcou: 1 a 1.

Não podemos deixar de falar em Maicon. O gol do Criciúma saiu logo depois que o volante do São Paulo foi substituído. É simbólico. Maicon parece lento, mas não é. Era o ponto de equilíbrio do time, como já tinha sido contra o Emelec (EQU), na quinta-feira, quando saiu e o time logo sofreu dois gols. Pois é...

Sem Maicon, o São Paulo parecia entregue no jogo, sem forças. Parecia. Em escapada de Ademilson pela direita, o cruzamento e... Gol de Alan Kardec, de cabeça. O centroavante que muitas vezes parece não ajudar, por passar em branco, mas ajuda. Fez seu terceiro gol em três jogos consecutivos e foi decisivo.

Com a vitória do São Paulo, o Campeonato Brasileiro ainda parece que está decidido a favor do Cruzeiro, mas não está. Já o Criciúma parece estar rebaixado, a cada rodada que passa. Está?

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 1 x 2 SÃO PAULO

Data-Hora: 02/11/2014 - 17h (de Brasília)
Local: Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Márcio Santiago (Fifa/MG) e Marcio Correa Dias (PA).
Cartões amarelos: Fábio Ferreira, Cleber Santana (CRI); Hudson, Alvaro Pereira (SÃO)

GOLS: Edson Silva, aos 37'/1°T; Souza, aos 25'/2°T; Alan Kardec, aos 37'/2°T

CRICIÚMA: Bruno; Eduardo, Joílson, Fábio Ferreira e Giovanni; Rodrigo Souza (Maurinho - intervalo), João Vitor (Martinez, aos 19'/2°T) Roger Gaúcho (Paulo Baier, aos 14'/1°T) e Cléber Santana; Lucca e Souza. Técnico: Toninho Cecílio.

São PAULO: Rogério Ceni, Hudson, Lucão, Edson Silva e Alvaro Pereira; Denilson, Maicon (Souza, aos 24'/2°T), Ganso e Michel Bastos (Osvaldo, aos 34'/2°T); Alan Kardec e Luis Fabiano (Ademílson, aos 28'/2°T). Técnico: Muricy Ramalho.