icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
04/11/2013
12:46

Os pedidos de raça, tão tradicionais neste ano, não fazem mais parte do repertório da torcida são-paulina. Por outro lado, o grito de “time de guerreiros” passou a ser uma das trilhas sonoras em jogos no Morumbi. A voz das arquibancadas exemplifica a reação do Tricolor nas últimas partidas.

Se antes o São Paulo era um time sem reação em campo, agora mostra forças para conseguir os resultados nos momentos finais das partidas. A equipe ficou mais de seis meses sem conseguir virar um jogo, até o dramático triunfo por 4 a 3 contra a Universidad Católica, no Chile. No Brasileirão, vontade também não tem faltado e os jogadores deixam o desgaste físico de lado.

Contra o Bahia, vitória com dois a menos. Diante do Inter, a equipe buscou o resultado por três vezes. No último sábado, Aloísio garantiu a vitória aos 32 do segundo tempo.

– O que a gente fez no intervalo foi conversar com os jogadores para manter a mesma organização, mas a gente tinha que forçar o jogo e apertar a Portuguesa. E apertamos o tempo todo no segundo tempo. Os jogadores tiraram força não sei de onde, porque está difícil – declarou Muricy Ramalho sobre a reação do time na segunda etapa.

A questão física foi apontada como uma das grandes vilãs nesta temporada. O time voltou da excursão por Europa e Japão esgotado. Sem tempo para treinar, os jogadores praticamente passam as semanas se recuperando dos jogos.

Nesta segunda, outra longa viagem, dessa vez para a Colômbia e a quilometragem do time só vai aumentar.

– A gente joga no meio de semana fora, depois vai para Curitiba, Itu e não para. Viagem não é o problema, é tudo o que envolve, a demora. Isso faz diferença pra um atleta profissional – disse Ceni.

O São Paulo se apega ao canto dos guerreiros para compensar o desgaste. Mas vai perguntar para Aloísio se ele está cansado...

– Eu não. Acho que, se tivesse outro jogo agora, eu correria mais ainda – declarou no sábado.

As superações do time

São Paulo 3x2 Vitória
Com a corda no pescoço, o time teve forças para correr atrás da vitória duas vezes e venceu graças a gol no fim.

Bahia 0x1 São Paulo
Equipe marcou no início com Aloísio e depois se superou com dois jogadores a menos. Vitória heroica em Salvador.

U. Católica 3x4 São Paulo
Conquistou a vaga na Sul-Americana com poder de reação ao virar e graças aos milagres de Ceni em Santiago.

A. Nacional 2x3 São Paulo
Superou erros defensivos e de novo nos minutos finais conseguiu o triunfo e a vantagem para o jogo de Medellín.

São Paulo 2x1 Portuguesa
Com segundo tempo em cima do adversário, conquistou outra vitória na última parte do jogo.