icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/11/2013
07:08

A Seleção Brasileira masculina de vôlei sofreu mais do que o esperado, mas começou com vitória a caminhada pelo título na Copa dos Campeões. Na manhã desta terça-feira, a equipe derrotou o Irã por 3 sets a 1, parciais de 25-16, 25-17, 25-27 e 25-23, em 1h44, em Kyoto (JAP).

Diante do adversário considerado mais fraco na competição, o time comandado por Bernardinho teve dificuldades, principalmente no terceiro e quarto sets. Os brasileiros até chegaram a ter dois match points, mas desperdiçaram. E assim perderam a terceira parcial de forma inesperada.

Os destaques do duelo foram Wallace, que marcou 19 pontos durante o confronto, e Bruninho, eleito o melhor da partida. O Brasil começou o duelo com: Bruninho, Wallace, Maurício Borges, Lucarelli, Sidão e Lucão, e o líbero Mário Junior. Evandro ainda entrou bem nos momentos finais.

No primeiro set, o Brasil não teve muitos problemas. Com uma equipe superior, a equipe fechou a parcial em 22 minutos, com 25 a 16.

A segunda parcial foi equilibrada até o primeiro tempo técnico, quando os iranianos chegaram na frente. Mas em seguida, a Seleção Brasileira fez prevalecer a maior força e conseguiu nova vitória.

Mas a tranquilidade acabou por aí. No terceiro set, os brasileiros sofreram com um bom saque dos adversários, que chegaram a abrir três pontos de vantagem. Após o tempo técnico, o Brasil se recuperou e assumiu a dianteira no placar. O problema é que quando tudo caminhava para o triunfo, o Irã voltou a dificultar as coisas. Após uma troca de vantagens e dois match points desperdiçados pelo time de Bernardinho em erros no serviço, a equipe asiática conseguiu fechar a partida.

Como não seria diferente, o Irã se empolgou com o triunfo e voltou a dar trabalho no quarto set. Novamente, até chegou a ter vantagem no placar ao fazer 11 a 9.  O treinador brasileiro, então parou o jogo. Mesmo ainda com dificuldade na recepção por conta do bom saque adversário, a Seleção Brasileira passou a ter mais calma e voltou a tomar a dianteira com 15 a 14. O problema é que os rivais não se deram por vencidos, cresceram e tomaram a liderança do placar em 20 a 18. Bernardinho, então, parou novamente. E voltou a dar resultado. Com sofrimento, os brasileiros fecharam o jogo.

Nesta quarta-feira, às 5h10 (de Brasília), o Brasil encara os Estados Unidos.