icons.title signature.placeholder Daniela Caravaggi
27/11/2013
11:13

O bom filho à casa torna. Foi isso que aconteceu com o atacante Diogo. Revelado na Portuguesa em 2006, o jogador voltou ao clube neste ano para ajudar a equipe do Canindé na campanha do Campeonato Brasileiro, mas não sabe se fica para a próxima temporada, embora seja sua vontade.

– Eu brinquei com meu empresário que não quero escutar as propostas até o fim do campeonato, pois estou focado em ajudar a Portuguesa no momento. Minha vontade todo mundo sabe, gosto muito da Lusa, mas isso não é uma coisa que só depende de mim. Agora, eu espero entrar em campo e depois vejo isso – disse Diogo, ao LANCE!Net.

No fim de setembro, o atacante passou por uma cirurgia de hérnia inguinal, que o deixou afastado da equipe rubro-verde por mais de 40 dias. Diogo retornou na 33 rodada, contra o Coritiba, mas um edema no adutor da coxa esquerda o deixou de fora da partida contra o Bahia, no último domingo. Agora, o jogador continua sendo dúvida na escalação de Guto Ferreira na últimas rodadas do torneio. Se depender de Diogo, esse retorno acontecerá já contra a Ponte, no domingo, às 17h, fora de casa.

- Eu estou me empenhando bastante. Fico o dia todo no clube me tratando, o pessoal da fisioterapia também está fazendo um ótimo trabalho. O que eu posso estou fazendo. Voltei da recuperação da cirurgia já com um ritmo intenso de jogos e isso também contou muito – ressaltou.

Na 14 colocação da tabela, com 44 pontos, a Lusa precisa de pelo menos uma vitória para escapar do rebaixamento. Após enfrentar a Ponte Preta, ela pega o Grêmio, no Canindé, pela última rodada do Brasileirão.

AMEAÇA DE TAPETÃO NÃO AFETA GRUPO

Nesta semana, surgiu a notícia de que concorrentes diretos da Portuguesa na briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro estudavam denunciar a Lusa por suposta escalação irregular de jogadores. No entanto, para o atacante Diogo, o caso cabe ao departamento jurídico e não atrapalha o grupo na reta final.

- Espero que não aconteça. Estamos preocupados em ganhar da Ponte Preta. Cabe à gente jogar no campo, essas coisas a gente deixa para a diretoria - afirmou.

O vice de futebol da Lusa, Roberto dos Santos disse ao LANCE!Net na última segunda-feira que o clube não estava preocupado com a suposta denúncia, já que está totalmente regular na competição. O dirigente disse ainda que os clubes estariam organizando isso para tirar o foco da equipe na reta final do Brasileirão.