icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/03/2014
20:58

De última hora, o técnico do Santos, Oswaldo de Oliveira, decidiu poupar o lateral-direito Cicinho do confronto deste domingo, contra o Oeste, que terminou com goleada por 4 a 1 do Peixe. O jogador havia sido relacionado, mas passou por exames e acabou cortado na concentração.

– Ele estava muito sujeito a sofrer uma lesão. Repetiu os exames, e decidimos preservar – explicou o treinador santista, antes mesmo de a bola rolar na Vila Belmiro.

O pensamento do treinador em preservar o grupo para a reta final foi compartilhado pelos jogadores. Dois dos quatro pendurados levaram o terceiro cartão amarelo e não encaram o Rio Claro no próximo domingo: Neto e Thiago Ribeiro. Além deles, Mena (lesionado) e Jubal estavam sujeitos à suspensão, mas não foram punidos.

– Não que eu tenha forçado, mas agora é procurar descansar para voltar com energia total no clássico e garantir a marca de melhor campanha da primeira fase – apontou o atacante, que volta "livre" no clássico do dia 23, contra o Palmeiras, que também venceu neste domingo e segue na cola do Peixe pela vantagem na fase final do Paulistão.

– Essa marca não quer dizer nada, mas é importante ter essa vantagem – afirmou o camisa 11.

Na próxima rodada, retornam de suspensão Aranha, Geuvânio e Rildo.


Santos goleia Oeste e garante liderança do Paulista