icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/03/2014
09:56

Com Léo Moura aos 35 anos e o Flamengo disputando competições simultâneas, a diretoria rubro-negra viu como necessário ter um reserva que desse conta do recado em partidas que o titular da lateral direita não pudesse jogar. Com isto, chegou ao nome do jovem Léo, de 22 anos. E de promessa, ele já virou realidade, aproveitando as oportunidades que apareceram e conquistando a torcida.

No Flamengo, Léo já disputou cinco jogos e fez dois gols. Um destes tentos foi marcado no domingo, quando o Flamengo venceu o Botafogo e, de quebra, faturou a Taça Guanabara. Um dia inesquecível para o jovem lateral-direito, que espera por mais chances e uma possível estreia na Libertadores nesta quarta-feira, a primeira na carreira.

E MAIS
> Por melhorias no Carioca, Fla, Flu e Vasco rompem com presidente da Ferj
> Flamengo x Bolívar: cerca de 28 mil ingressos já vendidos
> Clube pede adiamento de jogo da Copa do Brasil para torcida ver Libertadores

– A sensação de ser campeão foi boa. Todos querem ganhar títulos, ainda mais aqui no Flamengo. Fica uma expectativa para a sequência. Se eu for jogar na quarta-feira, vai ser muito legal, minha primeira Libertadores. E se for titular, vou procurar corresponder da melhor forma possível – disse.

Os demais jogadores do Flamengo veem pontos positivos para o clube na relação entre Léo e Léo Moura. Com um ou outro em campo, a lateral direita do Rubro-Negro vem tendo a qualidade necessária para que a equipe alcance os objetivos.

– Léo Moura é um ídolo, sempre uma perda grande, mas o Léo vem dando conta do recado, é muito bom de bola – comentou o meia Gabriel, por conta da indefinição de quem será o titular diante do Bolívar - vale lembrar que Léo Moura será reavaliado na tarde desta terça-feira, no CT.

E o próprio Léo enxerga bem esta relação com o xará titular. O lateral-direito afirmou sempre ter observado o estilo de jogo do Léo Moura. Atenção que vem rendendo frutos ao Flamengo, bem servido na posição.

Com a palavra
Ricardo Brejinski
Repórter da Tribuna do Paraná

Léo teve ascensão relâmpago no futebol

Léo foi, talvez, a grande revelação do Atlético-PR no Estadual de 2013. Apesar de o atacante Douglas Coutinho, artilheiro do time sub-23 no Paranaense, ter chamado mais a atenção, foi o lateral-direito quem se firmou no Furacão. Tanto que terminou o ano como titular absoluto da posição e chamou a atenção do Flamengo.

O lateral se adaptou muito rápido ao time e logo virou peça fundamental no time titular. Teve problemas de comportamento, sendo expulso algumas vezes e desfalcando o Atlético-PR. Mas, no fim das contas, mostrou que tem um potencial absurdo!

Brocador é superado em média de gols

Aos poucos, o lateral-direito Léo vem conquistando espaço dentro do Flamengo. E, curiosamente, o jogador tem melhor média de gols neste Campeonato Carioca do que o atacante Hernane, o Brocador do Rubro-Negro.

Pelas estatísticas de Léo e Hernane no Carioca, o lateral-direito tem 212 minutos jogados e dois gols marcados – sendo assim, um gol a cada 106 minutos. Enquanto isso, o Brocador tem 789 minutos disputados e já fez cinco gols – precisando, assim, 131 minutos para balançar a rede cada vez.

O lateral-direito Léo falou sobre a boa fase que está vivendo com a camisa do Flamengo.

– Isso tudo é fruto do meu trabalho mais forte a cada dia que passa. Já me sinto adaptado ao clube. Converso bastante com os meus companheiros. Além disso, sempre tive a vontade de jogar aqui no Flamengo – explicou.