icons.title signature.placeholder Hugo Mirandela
icons.title signature.placeholder Hugo Mirandela
28/08/2015
17:22

O colombiano Weimar Roldan venceu a terceira etapa do Tour do Rio, nesta sexta-feira. O ciclista da EPM UNE fez o percurso que foi de Valença a Rio das Flores, com 164km, em 4h22m01s. Dois brasileiros com histórias de superação completaram o pódio. Emerson Santos e Felipe Marques, ambos da UFF, cruzaram a linha de chegada em segundo e terceiro, respectivamente. Com ampla vantagem na liderança, Gustavo Veloso chegou em 12º lugar e segue na ponta no individual geral por tempo e por pontos.

O percurso da terceira etapa é novo e passou pela primeira por Minas Gerais. Os trechos eram marcados por algumas montanhas e belas paisagens. Roldan contou que conseguiu uma fuga logo no início da prova junto com os brasileiros da UFF e um ciclista italiano, mas conseguiu manter-se na frente até o final.

- O começo foi muito duro. Mas eu me senti bem logo na primeira montanha e isso foi importante para conseguirmos a fuga, controlando bem os adversários. Um me marcou e outro marcou o italiano, mas como eu tenho um bom arranque, consegui chegar na frente – disse o colombiano, que já havia vencido a primeira etapa do Tour do Rio de 2013.

O segundo lugar teve um gostinho todo especial para Emerson Santos. Isso porque o brasileiro há 10 meses quebrou a perna em 11 lugares e a mão em três em um acidente de moto. Segundo ele, o médico chegou a dizer que ele não poderia voltar mais a competir. Emerson voltou a correr há cerca de seis meses.

- Para mim é muito emocionante estar competindo com ciclistas internacionais, bem preparados. Porque o Tour do Rio é a maior prova da América Latina, uma das mais difíceis, com muitas montanhas e serras. Hoje eu acordei e falei que ia para a guerra. Esperei passar o primeiro ponto de montanha, quando teve uma fuga. Eu e meu companheiro tiramos a diferença da fuga. Fizemos um trabalho muito difícil, conseguimos nos superar – afirmou Emerson Santos.

Com dificuldades nas duas primeiras etapas, Felipe Marques foi outro que tinha muito o que comemorar com o pódio.

- Esta etapa mostra que tudo tem sua hora. Na primeira e na segunda meu pneu furou. E hoje saímos em fuga, eu e meu companheiro. Falei com ele: 'hoje é nosso dia'. E com um trabalho muito sério conseguimos chegar.

A quarta e penúltima etapa do Tour do Rio acontece neste sábado. O percurso será de Valença a Teresópolis, com cerca de 153km.

Geral individual:
Gustavo Veloso - 12h02m18s
Alex Correia Diniz – a 2m49
Raul Alarcon – a 2m50

Geral por pontos:
Gustavo Veloso – 17 pontos
Weimar Roldan – 10 pontos
Oscar Sevilla – 10 pontos

Geral por equipes:
Quinta da Lixa
EPM-UNE

Geral montanhas:
João Pereira Gaspar
Juan Rojas
Felipe Marques

O colombiano Weimar Roldan venceu a terceira etapa do Tour do Rio, nesta sexta-feira. O ciclista da EPM UNE fez o percurso que foi de Valença a Rio das Flores, com 164km, em 4h22m01s. Dois brasileiros com histórias de superação completaram o pódio. Emerson Santos e Felipe Marques, ambos da UFF, cruzaram a linha de chegada em segundo e terceiro, respectivamente. Com ampla vantagem na liderança, Gustavo Veloso chegou em 12º lugar e segue na ponta no individual geral por tempo e por pontos.

O percurso da terceira etapa é novo e passou pela primeira por Minas Gerais. Os trechos eram marcados por algumas montanhas e belas paisagens. Roldan contou que conseguiu uma fuga logo no início da prova junto com os brasileiros da UFF e um ciclista italiano, mas conseguiu manter-se na frente até o final.

- O começo foi muito duro. Mas eu me senti bem logo na primeira montanha e isso foi importante para conseguirmos a fuga, controlando bem os adversários. Um me marcou e outro marcou o italiano, mas como eu tenho um bom arranque, consegui chegar na frente – disse o colombiano, que já havia vencido a primeira etapa do Tour do Rio de 2013.

O segundo lugar teve um gostinho todo especial para Emerson Santos. Isso porque o brasileiro há 10 meses quebrou a perna em 11 lugares e a mão em três em um acidente de moto. Segundo ele, o médico chegou a dizer que ele não poderia voltar mais a competir. Emerson voltou a correr há cerca de seis meses.

- Para mim é muito emocionante estar competindo com ciclistas internacionais, bem preparados. Porque o Tour do Rio é a maior prova da América Latina, uma das mais difíceis, com muitas montanhas e serras. Hoje eu acordei e falei que ia para a guerra. Esperei passar o primeiro ponto de montanha, quando teve uma fuga. Eu e meu companheiro tiramos a diferença da fuga. Fizemos um trabalho muito difícil, conseguimos nos superar – afirmou Emerson Santos.

Com dificuldades nas duas primeiras etapas, Felipe Marques foi outro que tinha muito o que comemorar com o pódio.

- Esta etapa mostra que tudo tem sua hora. Na primeira e na segunda meu pneu furou. E hoje saímos em fuga, eu e meu companheiro. Falei com ele: 'hoje é nosso dia'. E com um trabalho muito sério conseguimos chegar.

A quarta e penúltima etapa do Tour do Rio acontece neste sábado. O percurso será de Valença a Teresópolis, com cerca de 153km.

Geral individual:
Gustavo Veloso - 12h02m18s
Alex Correia Diniz – a 2m49
Raul Alarcon – a 2m50

Geral por pontos:
Gustavo Veloso – 17 pontos
Weimar Roldan – 10 pontos
Oscar Sevilla – 10 pontos

Geral por equipes:
Quinta da Lixa
EPM-UNE

Geral montanhas:
João Pereira Gaspar
Juan Rojas
Felipe Marques