icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
01/11/2013
12:43

Em mais uma entrevista coletiva no CT Rei Pelé, Claudinei Oliveira deu nova mostra de que não deverá ser o técnico do Santos em 2014. Questionado sobre Marlone, meia do Vasco avaliado pela diretoria, e também sobre a lista de reforços do Peixe para a próxima temporada, ele disse não ter sido consultado para a avaliação de nenhum jogador pretendido.

- Não tenho tido muitas conversas sobre nomes, apenas sobre planejamento, mas em termos de nomes não tenho falado. Estou focado aqui no trabalho - disse ele.

Ainda sem saber se terá o seu contrato renovado após 31 de dezembro, Claudinei preferiu não polemizar com o presidente em exercício Odílio Rodrigues, que afirmou em entrevistas nesta semana que ele não deveria cobrar definições pela imprensa.

- Tranquilo, assim que eu achar que preciso de uma resposta, falo com o Odílio - limitou-se a dizer.

Questionado, porém, se entende a busca do clube nos bastidores por técnicos mais renomados, como Ney Franco, do Vitória, hoje o principal nome debatido internamente, Claudinei disse que precisa fazer mais do que os profissionais com currículo maior para chamar a atenção.

- Isso acontece em todos os setores. Todos que começam têm de fazer alguma coisa a mais do que quem já está, é normal. Por isso procuro trabalhar, correr atrás de informações. Tenho de fazer mais que os outros, sim. Se fizer igual a eles, vão optar pelo mais renomado, que ganhou mais títulos. Mas estou fazendo um bom papel, o melhor que eu posso. Vamos ver onde isso vai me levar. Espero ser tão reconhecido como esses que estão sendo assediados e que isso se inverta a meu favor - finalizou.