icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
17:53

O técnico Claudinei Oliveira adota muita cautela ao falar da possível chegada de Robinho. Ele evita até projetar sua equipe com a volta do ídolo, mas garante: o seu Santos não perderia velocidade com o atacante de 29 anos. Hoje, o ataque do Peixe é formado por Neilton, de 19 anos, e Willian José, de 22, com destaque para a correria imposta pela molecada, que ainda conta com o meia Leandrinho, de 20 anos, e a vitalidade do argentino Montillo.

- No momento, tenho de pensar com as opções que tenho, que são esses aí que vocês veem. Esperamos que ele venha, e não perdemos em velocidade, não. Ganhamos maturidade, qualidade, a evolução tatica que ele teve na Europa - disse o técnico.

- Não me envolvo muito na negociação, direção que cuida disso. Ele é um ídolo, esperaoms que dê certo. Mas vamos montar um time forte de qualquer forma para a competição - completou o treinador.

Claudinei disse que as informações da diretoria dão conta de que a negociação para repatriar o ídolo segue muito complicada por conta dos valores envolvidos. O Santos ainda trata do salário que pagaria ao atacante enquanto negocia com o Milan (ITA) valores mais baixos do que os 8 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões) que o clube italiano estaria disposto a receber. A pedida inicial era de 10 milhões de euros (cerca de R$ 29 milhões), mas os italianos já aceitaram reduzir. Robinho também já abriu mão de valores.

- As informações que tenho é que está complicado, a negociação está difícil, o acerto está meio complicado financeiramente. Estamos esperando, espero que dê certo, mas temos de entender a viabilidade. Se for possível, ótimo, se não for, temos que tocar o trabalho - afirmou o técnico.

Nesta terça-feira, o técnico comandou o último treino antes de encarar o Crac-GO, pela terceira fase da Copa do Brasil. Com o capitão Edu Dracena ainda buscando a melhor condição física após se recuperar de uma tendinite no joelho esquerdo, Claudinei confirmou que mandará a campo a mesma formação do clássico com o São Paulo, no último domingo: Aranha, Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Léo; Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neilton e Willian José.

Analistas elegem os mais cotados para assumir o Vasco

O técnico Claudinei Oliveira adota muita cautela ao falar da possível chegada de Robinho. Ele evita até projetar sua equipe com a volta do ídolo, mas garante: o seu Santos não perderia velocidade com o atacante de 29 anos. Hoje, o ataque do Peixe é formado por Neilton, de 19 anos, e Willian José, de 22, com destaque para a correria imposta pela molecada, que ainda conta com o meia Leandrinho, de 20 anos, e a vitalidade do argentino Montillo.

- No momento, tenho de pensar com as opções que tenho, que são esses aí que vocês veem. Esperamos que ele venha, e não perdemos em velocidade, não. Ganhamos maturidade, qualidade, a evolução tatica que ele teve na Europa - disse o técnico.

- Não me envolvo muito na negociação, direção que cuida disso. Ele é um ídolo, esperaoms que dê certo. Mas vamos montar um time forte de qualquer forma para a competição - completou o treinador.

Claudinei disse que as informações da diretoria dão conta de que a negociação para repatriar o ídolo segue muito complicada por conta dos valores envolvidos. O Santos ainda trata do salário que pagaria ao atacante enquanto negocia com o Milan (ITA) valores mais baixos do que os 8 milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões) que o clube italiano estaria disposto a receber. A pedida inicial era de 10 milhões de euros (cerca de R$ 29 milhões), mas os italianos já aceitaram reduzir. Robinho também já abriu mão de valores.

- As informações que tenho é que está complicado, a negociação está difícil, o acerto está meio complicado financeiramente. Estamos esperando, espero que dê certo, mas temos de entender a viabilidade. Se for possível, ótimo, se não for, temos que tocar o trabalho - afirmou o técnico.

Nesta terça-feira, o técnico comandou o último treino antes de encarar o Crac-GO, pela terceira fase da Copa do Brasil. Com o capitão Edu Dracena ainda buscando a melhor condição física após se recuperar de uma tendinite no joelho esquerdo, Claudinei confirmou que mandará a campo a mesma formação do clássico com o São Paulo, no último domingo: Aranha, Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Léo; Arouca, Cícero, Leandrinho e Montillo; Neilton e Willian José.

Analistas elegem os mais cotados para assumir o Vasco