icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/11/2013
07:33

Assim como os jogadores, o técnico Claudinei Oliveira também pregou vontade para os últimos três jogos do Santos no Campeonato Brasileiro. Após a derrota por 2 a 0 para o Vitória, o treinador lamentou não ter conseguido uma vaga para a próxima Libertadores, mas disse que fez seu melhor à frente da equipe.

- Fica a frustração de não chegar à Libertadores, mas tenho consciência de que fiz meu melhor. Falei para os atletas que temos de ter profissionalismo de conquistar o maior número de pontos e terminar com uma pontuação boa - afirmou.

Claudinei comandava o sub-20 do Peixe e assumiu o time principal no dia 31 de maio, depois da demissão de Muricy Ramalho. Sem chances de ir para a Libertadores, o técnico alvinegro agora almeja alcançar o mesmo número de pontos conquistados em 2012 pelo ex-comandante, hoje no São Paulo.

- Ano passado o Santos fez 53 pontos. Neste ano, eu vou dirigir em 36 rodadas (Muricy saiu após duas rodadas) e quero fazer pelo menos os mesmos 53 pontos, para a gente fazer alguma coisa a mais com rodadas a menos ou igualar o aproveitamento do ano passado. Seria um objetivo mínimo para mim. A gente vai brigar por isso, vou colocar na cabeça dos atletas que cada um tem seu nome a zelar e a camisa do Santos para honrar - analisou Claudinei.

O Peixe tem 48 pontos na tabela do Brasileirão, e os últimos três jogos são contra Fluminense (dia 24, no Prudentão), Atlético-PR (dia 1º de dezembro, na Vila Belmiro) e Goiás (dia 8 de dezembro, no Serra Dourada).