icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/02/2015
16:02

A Seleção Brasileira de Ciclismo de Pista voltou a competir nesta sexta, no Mundial da França, no velódromo nacional de Saint-Quentin-en-Yvelines, com o ciclista Gideoni Monteiro, que disputou três provas que integram o programa da Omnium. A competição é formada por seis provas e termina neste sábado. Atualmente Gideoni ocupa a 8ª colocação geral.

- Hoje o dia foi muito positivo para o Brasil. Terminamos entre os dez melhores na Omnium através do Gideoni, que conquistou ótimos resultados. Fizemos um trabalho especifico para essas provas e vamos continuar brigando para tentar se manter entre os primeiros até o fim, comentou Emerson Silva, técnico da Seleção Brasileira de Ciclismo de Pista.

Gideoni, que estará competindo o Mundial exclusivamente na Omnium, estreou com uma 9ª colocação conquistada na prova de Scratch. Na sequência, Gideoni chegou perto da vitória ao completar a prova de Perseguição Individual na 5ª colocação, finalizando a primeira bateria de provas da Omnium com a 10ª colocação na prova de Eliminação.

E MAIS:
> Veja como foi o Brasil neste sábado no GP de Judô em Dusseldorf
> Forbes põe Everton Ribeiro, Etiene e Gabriel Medina entre os mais influentes (até 30 anos)

Na classificação parcial geral, o brasileiro ocupa a 8ª colocação com 78 pontos, empatado com o 7º colocado, Aaron Gate (Nova Zelândia). O líder é o colombiano Fernando Gavira, somando 110 pontos. Neste sábado, os atletas completam a prova com outras três disputas: 1km Contra-Relógio, Flying Lap e Prova por Pontos.

- Tivemos disputas muito acirradas nesta primeira fase da Omnium. A expectativa é que esse ritmo aumente ainda mais amanhã, quando teremos a definição das primeiras colocações. Não é fácil estarmos em um mundial competindo contra os melhores, enfrentando medalhistas olímpicos e mundiais. Mas Estou me sentindo bem e feliz por terminar o primeiro dia entre os dez melhores, declarou Gideoni.

Também no sábado, a seleção estará representada na prova de Velocidade Individual, com o ciclista Flávio Cipriano. O atleta atualmente ocupa a 31ª colocação no ranking mundial e será mais uma grande oportunidade para o Brasil disputar uma medalha.

Entenda

Prova Omnium - A prova é similar ao pentatlon moderno, mas agregando seis provas no seu programa. O vencedor é aquele atleta que conseguir somar a maior quantidade de pontos no final. As provas da Omnium são: Scratch, Perseguição Individual, Eliminação, 1Km Contra-Relógio, Flying Lap e Prova por Pontos.

Prova de Velocidade Individual - A primeira parte da prova acontece classificando 24 atletas. Para isso, todos dão três voltas sozinhos na pista, com os últimos 200 metros cronometrados. Após esse primeiro momento, a prova é sempre disputada por 2 atletas, com exceção para a repescagem (3 atletas) e disputa de 5º a 8º lugar (4 atletas).