icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/07/2013
13:06

O Santos se reapresentou na manhã desta terça-feira após a goleada de 4 a 1 sobre a Portuguesa, no útimo sábado, com uma novidade. Adquirido da Ponte Preta em negociação recente, o lateral-direito Cicinho fez pela primeira vez um treino com bola ao lado dos novos companheiros, mas ainda não tem condições de estrear pelo clube.

O que impede o jogador de atuar é o fato de ainda não ter sido finalizada a sua contratação por conta de detalhes burocráticos e acertos entre as partes. O Santos contou com o apoio do grupo Doyen Sports para bancar os cerca de R$ 6 milhões investidos no jogador, mas parte do montante ainda não foi pago, brecando a liberação da documentação por parte do clube do interior.

A expectativa do Peixe é de regularizar a situação do lateral até esta semana e, assim, poder apresentá-lo oficialmente à imprensa e torcida. Fato é que Cicinho já vinha treinando na Ponte e o técnico Claudinei Oliveira acredita que ele terá condições de jogar no domingo, quando o Peixe enfrentará o líder Coritiba, na Vila Belmiro.

Nesta terça, Cicinho fez um treino técnico com foco na posse de bola e passes rápidos. O goleiro Aranha, preservado após uma pancada no quadril, o zagueiro Neto e os volantes Arouca e Renê Júnior, lesionados, não participaram da atividade. O argentino Miralles, por sua vez, foi liberado para ir à Argentina renovar seu visto de trabalho. Seu compatriota, o meia-atacante Patito Rodríguez, viajou ao México para acertar com o Atlante.

O Santos se reapresentou na manhã desta terça-feira após a goleada de 4 a 1 sobre a Portuguesa, no útimo sábado, com uma novidade. Adquirido da Ponte Preta em negociação recente, o lateral-direito Cicinho fez pela primeira vez um treino com bola ao lado dos novos companheiros, mas ainda não tem condições de estrear pelo clube.

O que impede o jogador de atuar é o fato de ainda não ter sido finalizada a sua contratação por conta de detalhes burocráticos e acertos entre as partes. O Santos contou com o apoio do grupo Doyen Sports para bancar os cerca de R$ 6 milhões investidos no jogador, mas parte do montante ainda não foi pago, brecando a liberação da documentação por parte do clube do interior.

A expectativa do Peixe é de regularizar a situação do lateral até esta semana e, assim, poder apresentá-lo oficialmente à imprensa e torcida. Fato é que Cicinho já vinha treinando na Ponte e o técnico Claudinei Oliveira acredita que ele terá condições de jogar no domingo, quando o Peixe enfrentará o líder Coritiba, na Vila Belmiro.

Nesta terça, Cicinho fez um treino técnico com foco na posse de bola e passes rápidos. O goleiro Aranha, preservado após uma pancada no quadril, o zagueiro Neto e os volantes Arouca e Renê Júnior, lesionados, não participaram da atividade. O argentino Miralles, por sua vez, foi liberado para ir à Argentina renovar seu visto de trabalho. Seu compatriota, o meia-atacante Patito Rodríguez, viajou ao México para acertar com o Atlante.