icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
12/11/2014
14:23

Nascido em Italva, interior do Rio de Janeiro, Luís Otávio Vieira, ou simplesmente Chupeta, começou sua carreira há 12 anos no time CEFA, em sua cidade natal. Em 2007 foi para o Fluminense, mas foi no rival Flamengo, em 2011, que obteve as melhores chances nas quadras. Rubro-negro declarado, o ala-armador leva como ponto positivo o fator de defender as cores do seu próprio time e, além disso, revela que forma vem crescendo e aprendendo na equipe:

- Defender o clube que torço é muito bom, pois no papel de torcedor a pessoa a ser cobrada é você mesmo. Tiro muita coisa daqui, cheguei aqui no sub-22 e hoje estou treinando com o profissional. Adquiri uma grande experiência, ainda mais com o elenco que treino e espero conseguir tirar muita coisa positiva pela frente - afirmou.

Apesar de contar com um elenco muito qualificado e com alguns jogadores nível da NBA, Chupeta não desanima de ter mais oportunidades na equipe e conta também a expectativa dos próximos campeonatos:

- Trabalho duro, sempre treinando com muita vontade e garra. Em relação a essa temporada, iremos em busca do mesmo objetivo das outras: ser campeão.Vamos entrar com a mesma garra e determinação de sempre, buscando melhorar cada vez mais e para isso continuar, contamos com o apoio da torcida nos jogos - ponderou.

Em 2009, Chupeta foi convocado pela primeira vez e foi para a Seleção Carioca e o feito se repetiu dois anos depois. Ainda em 2011, o jogador foi lembrado novamente, mas dessa vez para a Seleção Brasileira sub-19. Pelo Flamengo, o ala-armador conquistou os bicampeonatos, Brasileiro sub-22 (2011 e 2013), NBB (2012/2013 e 2013/2014), Estadual (2012), Liga das Américas, e o título mais recente e importante na história do clube, a Copa Intercontinental. Em tom de agradecimento, mas não de despedida, e carinho pelo clube ele se declara:

- Nesses três anos que estou no Flamengo, só tenho a agradecer pelo local de trabalho. Sempre um ambiente muito bom para se trabalhar, cercados de profissionais e amigos. Jogar com essa torcida é maravilhosa e nos apoiam do início ao fim. Estou muito contente no clube - finalizou.