icons.title signature.placeholder Felippe Rocha
15/02/2015
15:09

A chegada de Gilberto melhora o poder ofensivo do Vasco, mas pode causar uma mudança tática na equipe. Isso se Doriva quiser contar com seus atletas mais valorizados. Além do novo centroavante, Thalles tende a ser titular em breve. A saída de Rafael Silva do time é a mais natural, já que o próprio jogador admitiu preferir atuar pelos lados do campo.

Se mantiver os dois volantes, e, para não deixar Thalles ou Gilberto no banco, o treinador teria que sacar Bernardo, Marcinho ou Montoya. O primeiro atua mais à esquerda e é o artilheiro do time no Carioca, além de muito querido pela torcida. O segundo foi classificado por Eurico Miranda como a referência do time para o ano, quando foi apresentado.

Sobraria, assim, para Montoya, que marcou, quinta-feira, contra o Macaé, seu primeiro gol na temporada. O colombiano comemorou, recentemente, a sequência como titular que o início de ano lhe proporciona, mas pode voltar ao banco de reservas.

Seja quem for o escolhido, se optar por atuar com dois centroavantes (Gilberto e Thalles), será modificada a forma de jogar que tem sido mantida desde a pré-temporada: do 4-2-3-1 para o 4-2-2-2.