icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
22:42

Luis Fabiano afirmou neste domingo, após o empate do São Paulo por 1 a 1 com o Botafogo, que atravessa o pior momento de sua carreira. O atacante se disse chateado com a reserva, respeita a opção de Muricy Ramalho por Aloísio e repetiu algumas vezes que "percebe algumas coisas".

- Meu momento é o pior da minha carreira, nunca fiquei no banco do jeito que estou ficando - afirmou Fabuloso, em entrevista à Rádio Transamérica.

- Eu aprendi a perceber certas coisas ao longo da carreira. Sei que hoje não estou sendo usado, aproveitado, mas tenho minha obrigação de treinar e fazer minha parte. Tentar ser o melhor possível para ajudar. Se hoje não estou jogando, preciso respeitar as decisões. Eu percebo algumas coisas. Ficar no banco já é motivo para ficar chateado, ninguém gosta, mas tem que respeitar - completou o camisa 9.

Contra a Ponte Preta, na última quarta-feira, e Botafogo, neste domingo, o Fabuloso foi reserva, algo aconteceu pela primeira vez desde que ele retornou ao clube, em 2011.

Ele disse que não conversou com Muricy sobre a situação e nem conversará, já que respeita o comportamento do técnico, que não dá explicações aos atletas quando faz alterações.

- Não converso, e ele não tem que falar nada para mim. Treinador manda e jogador respeita as decisões. Ele não tem que dar explicação para ninguém. É o jeito dele e tem que respeitar - disse Fabuloso, que deve seguir na reserva na partida da próxima quarta-feira, contra a Ponte Preta, a segunda da semifinal da Sul-Americana.