icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/07/2014
18:55

Próxima de sua retomada no Campeonato Brasileiro, a Chapecoense parece não ter encerrado sua busca por reforços. O vice-presidente de futebol do clube, João Carlos Maringá, voltou a cogitar a contratação do meia paraguaio Jorge 'Torito' González, que revelou ser um 'sonho' poder atuar no futebol brasileiro ao ser oferecido por seu clube, o Libertad (PAR), ao Verdão do Oeste no início de junho deste ano.

- Vamos ver como vão o Camilo, que ainda não estreou no Brasileiro, e o Zezinho. Se precisar, a gente pode contratar o Jorge González. É uma negociação que está em stand-by - afirmou o dirigente em entrevista ao 'Diário do Iguaçu'.

E MAIS:
> Para não perder 'essência' da Chape, técnico muda esquema tático
> Leandro avalia concorrência no ataque da Chapecoense: 'É fundamental'
> De olho no Brasileiro, lateral da Chape garante: 'Todo jogo será um decisão'

O meio-campista, de 26 anos, foi revelado pelo Libertad em 2008. Acumulou passagens, por empréstimo, pelo Tacuary e o Rubio Ñu. Em 2011, retornou a equipe que o formou, atual líder do campeonato paraguaio, e se firmou como titular. Caso venha para a Chape, será por empréstimo até o final desta temporada.

Na Chapecoense, Torito tem um 'olheiro' a seu favor: o zagueiro Enrique Meza. Também natural do Paraguai, o defensor que foi apresentado no clube alviverde nesta última terça-feira, elogiou seu conterrâneo e destacou que o conhece bem:

- Joguei várias vezes contra o Libertad, já que fiquei seis anos no Olímpia. Ele é um jogador importante, que atua pela esquerda, é rápido e tem uma boa pegada.