icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/04/2014
17:47

Cruzeiro, Grêmio e Atlético-MG não vêm fazendo uma Copa Libertadores que dê segurança aos torcedores. As três equipes brasileiras restantes na competição, depois da eliminação de Atlético-PR, Botafogo e Flamengo ainda na fase de grupos, não conseguiram resultados positivos nas partidas de ida das oitavas de final. O último ano em que o Brasil não teve pelo menos um representante nas quartas de final da competição foi 1988, quando Guarani e Sport cairam antes da fase.

Derrotados nas partidas de ida, Grêmio e Atlético-MG possuem mais chances do que o Cruzeiro, que empatou em casa. O matemático Gilcione Costa colocou na ponta do lápis os resultados e calculou as probabilidades dos brasileiros para as partidas de volta. As estimativas foram feitas considerando apenas os resultados na Libertadores de 2014.

Nas contas do matemático, há 30% de chances de nenhum brasileiro avançar às quartas de final e 70% de probabilidade de pelo menos um representante seguir.

Segundo Gilcione, o Grêmio é o clube com mais chances. Tendo perdido para o San Lorenzo, na Argentina, por 1 a 0, a equipe gaúcha possui 42% de probabilidade de se classificar e 30% de vencer por 2 ou mais gols. O tricolor gaúcho venceu duas partidas em casa e empatou uma. Já os argentinos somaram duas derrotas e um empate.

O Atlético-MG vive uma situação semelhante a do Grêmio, porém um pouco mais complicada. Enfrentando um adversário mais qualificado que o San Lorenzo, os mineiros foram derrotados pelo Atlético Nacional, na Colômbia, também por 1 a 0. O Galo vive um momento conturbado com mudança de treinador e pressão da torcida. Tem 35% de chances de se classificar e 30% de vencer por mais de 2 gols.

A equipe mineira possui duas vitórias e um empate quando manda seus jogos no Independência, mas tem um ataque que vem fazendo poucos gols. Já os colombianos venceram duas e perdaram apenas uma fora de casa na competição.

O Cruzeiro tem situação mais delicada entre todos os brasileiros. A equipe não conseguiu vantagem jogando a primeira partida em casa, empatando em 1 a 1, e agora viaja ao Paraguai para enfrentar o Cerro Porteño. De acordo com Gilcione, a probabilidade de a Raposa se classificar é de 30%, com apenas 18% de chances de vencer a partida. A equipe paraguaia possui 70% de chance de avançar à próxima fase.

As partidas de volta dos brasileiros acontecem na próxima quarta-feira (30). O Atlético-MG joga às 19h30 e Grêmio e Cruzeiro entram em campo às 22h.