icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/11/2013
08:04

Rogério Ceni está a apenas quatro jogos de superar Pelé e se tornar o jogador com o maior número de partidas por um clube. O Rei do futebol vestiu a camisa do Santos 1.116 vezes, enquanto o goleiro entrou em campo em 1.113 jogos pelo São Paulo, depois do jogo desta quarta-feira, contra o Atlético Nacional, na Colômbia. Mas o recorde não mexe com a cabeça do capitão tricolor.

O camisa 01 prefere fazer contagem regressiva para o bicampeonato da Copa Sul-Americana, uma vez que o time paulista avançou nesta quarta-feira para a semifinal ao empatar em 0 a 0 com o Atlético Nacional (COL).

– Para mim, faltam quatro jogos para ser campeão. Essa é a minha conta. O tempo vai passando e, por consequência, você acaba atingindo marcas. Mas é ingrato atingir o número de jogos do Pelé, porque ninguém vai fazer o que o Pelé fez. E aí as pessoas vão querer te comparar com aquele jogador e não há comparação. Se desse para parar com 1.115, aí ficava melhor – afirmou o goleiro.

O São Paulo ainda terá três jogos pela frente pelo Campeonato Brasileiro. Só depois voltará a campo para o primeiro duelo pela semifinal do torneio sul-americano. Caso participe de todas as partidas, o goleiro ultrapassará Pelé justamente no jogo de ida, que será disputado no estádio do Morumbi.

Novamente questionado se irá se aposentar ao fim desta temporada, Rogério desconversou sobre o assunto. Ele deixa claro que não é momento de isso ser discutido e que não irá encerrar a carreira por questões contratuais. Os pedidos da torcida mexem com o capitão:

– Nesses momentos em que entramos em um estádio com 50 mil pessoas, é lógico que mexe com você. Mas vamos deixar mais para frente, eu quero é sair campeão. Isso me deixa feliz.

– Não tem frescura, não é isso (contrato) que vai mudar. São coisas que não me pertencem, não pertencem ao futebol. O São Paulo dá para assinar contrato em branco, nunca peguei um centavo adiantado aqui. Cai sempre em dia o salário – completou o camisa 01.