icons.title signature.placeholder Sérgio Arêas
23/12/2013
18:10

Não é mais segredo que Renato Gaúcho é a preferência de Celso Barros para assumir o comando do Fluminense. O presidente da Unimed-Rio confirmou a reportagem do LANCE!Net nesta segunda-feira, que estaria disposto a fazer até um esforço financeiro maior para contratar o ex-técnico do Grêmio, mas ressaltou que a decisão final será de Peter Siemsen e pediu que o clube tome sua posição.

- Pelo Renato podemos fazer um esforço um pouquinho maior. Pelo Renato! Porque acho que ele é o melhor nome neste momento. Agora, nada mais de trazer jogador assim ou assado. O Fluminense tem que tomar a sua posição e assumi-la - explicou Celso.

Sobre as outras alternativas, Celso Barros citou que Tite não aceitou o convite para assumir o clube e que por isso, dentre os nomes que estavam em pauta, optou por Renato Gaúcho. O mandatário da Unimed ainda revelou que preferia o retorno de Muricy Ramalho, mas lembrou que este não teria condição.

- Dentro das opções colocadas, o Tite não aceitou o convite do Fluminense. E entre as que sobraram, para o patrocinador, o Renato seria o melhor nome. Isso dos que foram colocados (Tite, Ney Franco e Renato) porque para mim o melhor nome seria o Muricy. Mas este não tem condição. Então acho que o Renato é o melhor desses nomes aí - disse Celso Barros.

Conforme o LANCE!Net já havia noticiado, o consenso entre a patrocinadora e o clube era o acerto com Tite, mas o treinador não aceitou o convite de treinar o Tricolor pela terceira vez:

- Eu pessoalmente já falei com o Tite umas três vezes. Ele foi muito atencioso, foi extremamente educado, mas disse que não poderia treinar o Fluminense.