icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
07/03/2014
20:27

A Portuguesa decidiu adiar a entrada na Justiça Comum. Embora o presidente do clube, Ilídio Lico, tenha dado o prazo até esta sexta-feira para abrir uma ação contra o rebaixamento da Lusa no Campeonato Brasileiro do ano passado, os acertos com o advogado que fará a defesa do clube atrasaram todo o processo. O mandatário ficou incomodado com a situação, já que o prazo está cada vez mais curto.

- Quem está cuidando é o jurídico, as pessoas que estamos contratando (para a defesa) querem também ver direito o que pretendemos, as possibilidades. Eles estão fechando com um grande nome para isto - disse Ilídico Lico, ao LANCE!Net.

- Não estamos barrigando. Estamos só vendo de que maneira entrar. Se dependesse de mim, já teria entrado (na Justiça comum), mas trabalhamos em conjunto - completou.

A Portuguesa foi condenada pelo STJD a perder quatro pontos no Nacional pela escalação do meia Héverton, na última rodada da competição do ano passado, quando a Lusa jogou contra o Grêmio.

Com a decisão da Justiça Desportiva, o clube do Canindé acabou rebaixado para a Série B do campeonato. O Fluminense, por sua vez, que sofreu o descenso em campo, se salvou da degola com toda a história.

A Lusa tem pressa no caso, já que Confederação Brasileira de Futebol já divulgou as tabelas da competição deste ano, sem o clube na elite.

Paralelamente a este caso, a Lusa disputa o Campeonato Paulista. Na quarta colocação de seu Grupo, com 14 pontos, o clube luta para não sofrer o descenso no Estadual. Em 12 jogos, foram apenas quatro vitórias.