icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/03/2014
14:59

Em sua carta de renúncia à presidência da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Ary Graça, que atualmente comanda a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) fala em amor à modalidade.

“É com muita admiração, honra e amor ao voleibol que deixo a presidência desta instituição campeã, para desenvolver cada vez mais a modalidade, agora em âmbito mundial, seguindo um novo desafio diante da presidência da Federação Internacional de Voleibol (FIVB)”, diz trecho da carta que foi enviado com exclusividade ao LANCE!Net.

O anúncio da renúncia acontece na mesma semana em que a ESPN Brasil publicou mais uma denúncia sobre contratos suspeitos assinados na gestão de Graça. De acordo com reportagens da emissora, tais acordos somam R$ 20 milhões. Por conta das denúncias, o superintendente Marcos Pina já havia sido exonerado do cargo no fim do mês passado.

De acordo com a assessoria da CBV, a carta havia sido encaminhada à entidade em 20 de dezembro do ano passado.