icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
05/11/2014
08:34

O cargo que será ocupado por Júnior Chávare na base do São Paulo, a partir da próxima semana, pertencia a José Geraldo de Oliveira, demitido por Carlos Miguel Aidar durante a crise política que acometeu o clube durante o mês de setembro e conhecido como um dos “capatazes” do ex-mandatário Juvenal Juvêncio.

Mas o ex-gerente não deve ficar mais muito tempo parado no mercado. Isso porque os chineses do Shandong Luneng compraram o Desportivo Brasil, time formador de atletas administrado pela Traffic, por R$ 8 milhões e resolveram convidar Geraldo para gerir o centro de treinamento localizado em Porto Feliz (SP).

Curiosamente, o Shandong é parceiro do São Paulo para intercâmbio de atletas e metodologias nas categorias de base. A chegada de Geraldo deixará os asiáticos mais próximos dos métodos usados no CFA Laudo Natel, em Cotia, durante a gestão de Juvenal Juvêncio, com quem mantêm boa relação.

Resta saber quais os rumos da parceria com o iminente reencontro entre Aidar e Geraldo, um profissional que há quase dois meses demitia da diretoria são-paulina. Pessoas ligadas ao ex-gerente da base tricolor asseguram que ele já está de malas prontas para Porto Feliz após quase ter ido para a China trabalhar com Sérgio Baresi, técnico enviado pelo São Paulo para conduzir o intercâmbio com o Shandong Luneng.