icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/02/2015
22:21

Chuva e falta de estrutura, ingredientes fatais para um campo de jogo prejudicado. Foi assim no empate em 1 a 1 entre Tigres do Brasil e Vasco, neste domingo, no Estádio de Los Lários, pela terceira rodada do Campeonato Carioca.

Momentos antes do confronto em Xerém, uma verdadeira chuva torrencial caiu na Baixada Fluminense, fazendo com que o gramado da equipe da casa ficasse muito precário. Ao menos foi esse o discurso da maioria dos jogadores cruz-maltinos ao fim do confronto.

- Nós tivemos as melhores chances no primeiro tempo, mas com um gramado desses fica difícil. Favorece quem tem menos qualidade. Se estivéssemos em um campo bom, sairíamos com um resultado melhor. Mas o futebol é isso. O campeonato é muito difícil. Mas vamos correr atrás -  lamentou o atacante Marcinho.

Endossando a fala do companheiro de time, Madson foi além. Na visão do lateral-direito vascaíno, as condições de jogo eram iguais para todos em campo. Ele ainda lamentou as chances perdidas no fim.

- Jogo muito difícil. O campo estava muito ruim, mas ruim para os dois lados. Nossa equipe jogou o segundo tempo melhor que o primeiro, mas a bola não entrou - explicou o camisa 2.

E MAIS
> Veja a tabela atualizada do Campeonato Carioca
> Confira, minuto a minuto, como foi o empate do Vasco
> ATUAÇÕES: Marcinho recebe maior nota do Vasco
> Rodrigo critica postura defensiva do Tigres

Outro que reclamou bastante da situação em Xerém foi o zagueiro Luan. Que ainda lamentou o vacilo da zaga no gol adversário.

-  Campo muito ruim. Pressionamos o tempo todo e tomamos um gol bobo. Mas a gente não vai ganhar todos os jogos, o campeonato é difícil - disse.

O próximo compromisso cruz-maltino na competição será diante do Macaé, quinta-feira, na Colina.