icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/11/2014
10:57

A ex-jogadora Roseli Gustavo, campeã mundial com a Seleção Brasileira em 1994, ficou emocionada e com a homenagem prestada pela sobrinha Karen Rocha. A atleta do São José/Colinas Shopping, em comemoração ao 20º aniversário da inesquecível conquista, trocou o número da camisa que irá usar nos jogos da sua equipe na edição 2014/15 da Liga de Basquete Feminino (LBF), que era o 20, pelo 10 (que Roseli usou na Austrália), e escreveu ainda o nome da tia junto ao seu.

Além disso, Karen leu um texto direcionado a Roseli no dia da apresentação oficial do uniforme, ocorrida no começo da semana, em São José dos Campos (SP).

- Fiquei sem palavras quando vi, confesso que me emocionei e chorei, as minhas pernas ficaram bambas e as mãos trêmulas. Ela me ligou na véspera e disse que postaria algo no Facebook no outro dia, que eu iria gostar (risos). Imaginei de tudo, menos isso. A homenagem que a Karen fez, realmente, me pegou de surpresa. A minha família sabia e me excluiu momentaneamente do grupo que mantemos no WhatsApp (outra conhecida rede social) para que ela pudesse mostrar o texto e falar da homenagem - relatou Roseli, que se sente recompensada.

- É muito bom ser lembrada e homenageada, gostei muito do texto, pois dá para perceber que foi marcante para ela o Mundial de 1994; passeio de corpo de bombeiros, etc. São coisas que o basquete nos proporcionou e a Karen é especial, somos muito ligadas e sempre falo que ela é uma menina linda, por dentro e por fora - acrescentou a campeã mundial.

Com relação à Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/2015, a expectativa de Roseli é que a competição siga em crescimento. Como já acontece com a liga masculina no cenário nacional.

- Espero que, além do número de times que aumentou, a qualidade das equipes e do basquete de uma forma geral também melhore. Que possamos assistir a jogos competitivos e equilibrados. Torço para que as equipes se estruturarem cada vez mais e busquem reforços, como estão fazendo, para assistirmos a grandes partidas - comentou a campeã Mundial.

E, Roseli acompanhará atentamente a Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2014/15, já que a sua outra sobrinha, Sílvia Gustavo, também estará em ação, defendendo o ‘caçula’ Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/Presidente Venceslau.

- Não consegui acompanhar nenhum jogo da Sílvia atuando na equipe de Presidente Venceslau, vou tentar assistir nos Jogos Abertos do Interior ou na LBF. Sei do potencial dela, todos nós sabemos, e espero que ela possa ser bastante explorada, já que é uma jogadora versátil e, assim, apresentar um bom basquetebol, pois isso ela sabe fazer bem. Torço muito por elas, Karen e Silvia, e para que o basquete feminino brasileiro possa crescer e evoluir - finalizou a ex-jogadora.