icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
11:39

Paulo Autuori não é mais o técnico do Vasco. A diretoria Cruz-maltina fez o anúncio através de uma nota oficial no site do clube. A trajetória de Autuori na Colina, iniciada em 23 de março, dia de sua apresentação, levou pouco mais de três meses. Neste período, o treinador comandou o Vasco em 11 partidas oficiais e dois amistosos. No total, foram seis vitóras, cinco derrotas e dois empates.

"O Club de Regatas Vasco da Gama informa que Paulo Autuori não é mais treinador do clube.  O Vasco agradece a dedicação, os serviços prestados pelo profissional e deseja o melhor no seguimento de sua carreira", foi a nota publicada pelo clube.

Ao desembarcar no Rio de Janeiro na última segunda-feira - após a derrota de 5 a 3 para o Internacional em Caxias do Sul - o treinador informou que havia comunicado o clube da sua decisão, através de um e-mail, na última sexta-feira. Ainda no desembarque, Autuori voltou a criticar a postura da diretoria diante dos problemas financeiros e deixou o caminho aberto para um possível acerto com o São Paulo.

O treinador sequer comandou o Vasco em jogo-treino contra o Bonsucesso na manhã desta terça-feira, em São Januário. Internamente, a postura de Autuori já vinha deixando a diretoria vascaína intrigada e preocupada. Mesmo que anteriormente ele já tivesse se mostrado chateado com salários atrasados e problemas de estrutura, nos últimos dias, repentinamente, o comandante aumentou consideravelmente suas reclamações no dia a dia.

Assim como no jogo-treino contra o Bonsucesso, a tendência é que o auxiliar e ex-zagueiro do Vasco, Jorge Luiz, assuma o comando da equipe na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo, contra o Flamengo, em Brasília.

Agora, no fim da manhã desta terça-feira, o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, o diretor-geral, Cristiano Koehler, e o diretor-executivo de futebol, Ricardo Gomes, vão conceder uma entrevista coletiva em São Januário para dar mais detalhes sobre a saída de Paulo Autuori.

Paulo Autuori não é mais o técnico do Vasco. A diretoria Cruz-maltina fez o anúncio através de uma nota oficial no site do clube. A trajetória de Autuori na Colina, iniciada em 23 de março, dia de sua apresentação, levou pouco mais de três meses. Neste período, o treinador comandou o Vasco em 11 partidas oficiais e dois amistosos. No total, foram seis vitóras, cinco derrotas e dois empates.

"O Club de Regatas Vasco da Gama informa que Paulo Autuori não é mais treinador do clube.  O Vasco agradece a dedicação, os serviços prestados pelo profissional e deseja o melhor no seguimento de sua carreira", foi a nota publicada pelo clube.

Ao desembarcar no Rio de Janeiro na última segunda-feira - após a derrota de 5 a 3 para o Internacional em Caxias do Sul - o treinador informou que havia comunicado o clube da sua decisão, através de um e-mail, na última sexta-feira. Ainda no desembarque, Autuori voltou a criticar a postura da diretoria diante dos problemas financeiros e deixou o caminho aberto para um possível acerto com o São Paulo.

O treinador sequer comandou o Vasco em jogo-treino contra o Bonsucesso na manhã desta terça-feira, em São Januário. Internamente, a postura de Autuori já vinha deixando a diretoria vascaína intrigada e preocupada. Mesmo que anteriormente ele já tivesse se mostrado chateado com salários atrasados e problemas de estrutura, nos últimos dias, repentinamente, o comandante aumentou consideravelmente suas reclamações no dia a dia.

Assim como no jogo-treino contra o Bonsucesso, a tendência é que o auxiliar e ex-zagueiro do Vasco, Jorge Luiz, assuma o comando da equipe na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo, contra o Flamengo, em Brasília.

Agora, no fim da manhã desta terça-feira, o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, o diretor-geral, Cristiano Koehler, e o diretor-executivo de futebol, Ricardo Gomes, vão conceder uma entrevista coletiva em São Januário para dar mais detalhes sobre a saída de Paulo Autuori.