icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2013
09:27

A euforia pela vitória no jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana diante do São Paulo precisa ser esquecida. No Campeonato Brasileiro, a situação da Ponte Preta é outra. E ela beira o desespero. A equipe de Campinas precisa derrotar o Grêmio, a partir das 17h (de Brasília) deste domingo, no Moisés Lucarelli, em duelo válido pela 36ª rodada da competição, para não seguir o caminho do Náutico na Segundona de 2014. O rebaixamento pode vir diante da sua torcida. Já o Tricolor precisa vencer para seguir na vice-liderança e se aproximar da vaga na Libertadores. O LANCE!Net acompanhará o jogo em tempo real.

A Ponte Preta ocupa a 19ª posição na tabela. São apenas 35 pontos. Até mesmo vencer o Grêmio pode ser insuficiente, caso a diferença para o primeiro time fora da zona do rebaixamento seja maior do que sete pontos ao término da rodada, exatamente a situação atual. O Bahia é o 16º colocado com 42 pontos.

Mesmo em situação delicada, o clube ainda não jogou a toalha e tem esperança de vencer as três últimas partidas e torcer por tropeços dos adversários diretos para escapar do descenso. Por isso, o técnico Jorginho deverá mesclar novamente a equipe para manter a força em ambas as competições.

Jogadores como Ferron, Adrianinho e William, que não atuaram diante do São Paulo, devem retornar à equipe. O único desfalque certo é o goleiro Roberto, que sofreu uma contratura muscular no adutor da perna direita e é dúvida também para a Sul-Americana. Os atacantes Rildo e Leonardo, desgastados pela sequência de jogos, podem ser poupados.

Destaque da Macaca na vitória da última quarta-feira, o lateral-esquerdo Uendel destacou a importância do duelo diante do Grêmio. A diretoria, inclusive, anunciou promoção de ingressos e torcedores com a camisa da Ponte pagam apenas R$ 10 para assistir ao jogo.

– Vai ser nosso último suspiro, a última cartada. Se vencermos domingo vamos continuar na briga e até diminuir a distância. Temos que lutar e acreditar. O resultado diante do São Paulo nos dá muita confiança para este jogo, que será muito difícil. O Grêmio está muito bem lutando no G4 e temos que dar o sangue para não deixar escapar essa chance de continuar vivos na competição – disse o camisa 6 pontepretano.


RESPEITO E NECESSIDADE DE VITÓRIA

A derrota do Goiás para o Atlético-MG ajudou o Grêmio. Mesmo caso seja derrotado logo mais, o Tricolor não deixará o G4, pois apenas um time pode ingressar no grupo com o término da rodada: o Botafogo. E o time que deixaria o G4 seria exatamente o Esmeraldino. No entanto, essa situação não garantirá um time mais "relaxado" no Moisés Lucarelli. Vencer a Ponte significará permanecer na vice-liderança e se aproximar da vaga na fase de grupos da próxima Libertadores.

– Adversários na situação da Ponte querem vencer de qualquer maneira. Nós buscamos a consolidação no G4 e a vaga na Libertadores. Este jogo é fundamental para nós, até para ganhar confiança com uma vitória fora de casa e depois ter tranquilidade para jogar na Arena – destacou o lateral-esquerdo Alex Telles.

E o Grêmio que entrará em campo ainda é um mistério. Como é de praxe quando trata-se de Renato Gaúcho. A tendência é por um time no 4-4-2 com Zé Roberto sendo o responsável pela criação e a dupla Kleber e Barcos no ataque. A confiança no Gladiador e no Pirata segue grande, apesar de ambos não atravessarem bons momentos.

O técnico também não revelou quem sobrará entre Maxi Rodríguez e Vargas. O uruguaio marcou os dois gols da vitória contra o Flamengo, mas voltou a ter a "concorrência" de Vargas, que estava com a seleção do Chile. Como apenas três estrangeiros podem ser relacionados, a disputa pela última vaga está entre eles, já que Riveros e Barcos são titulares. Quem vencer essa disputa deve ser opção no banco – a presença de um dos dois entre os titulares é improvável. O Outro acompanhará o jogo ao lado da direção tricolor no Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X GRÊMIO

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data-Hora: 24/11/2013 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Lúcio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)

PONTE PRETA: Edson Bastos, Régis, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Fernando Bob, Fellipe Bastos e Adrianinho; Chiquinho (Adaílton) e William – Técnico: Jorginho.

GRÊMIO: Dida; Pará, Bressan, Rhodolfo e Alex Telles, Souza, Ramiro, Riveros e Zé Roberto; Kleber e Barcos – Técnico: Renato Gaúcho.