icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
28/11/2014
16:53

O Apollon Limassol entrou em campo na última quinta-feira apostando todas as suas fichas em uma vitória diante do Zürich, na Suíça, pela quinta rodada da fase de grupos da Liga Europa. O time cipriota até saiu na frente com um belíssimo gol do brasileiro Farley, porém não suportou a pressão do adversário, que virou o placar para 3 a 1, e acabou eliminado do torneio continental.

Aos 20 anos de idade, o jovem brasileiro Farley, titular do Apollon, fez uma pintura em chute colocado de fora da área. Aos 23 minutos de jogo, o meia-atacante roubou a bola na intermediária, ajeitou para o pé direito e bateu colocado, no ângulo.

- Muito feliz pelo gol, não só pela beleza, mas porque naquele momento deu uma esperança para nossa equipe dentro da competição. Olhei o posicionamento do goleiro e mirei no alto, no canto, e fui feliz no chute. Infelizmente não temos mais chances, mas acho que tivemos uma participação digna até aqui. Infelizmente, caímos num grupo complicado, com Villareal e Borussia Mönchengladbach. Agora temos os espanhóis pela frente e vamos tentar surpreender para deixar uma boa impressão - contou Farley.

Com idade olímpica, Farley tem como meta ser chamado pela seleção nacional do Brasil em um futuro próximo. Formado nas categorias de base do Sporting (POR), uma das melhores e mais reconhecidas escolas de formação do futebol mundial, o brasileiro profissionalizou-se no Sevastopol, da Ucrânia, e agora defende o Apollon em um torneio continental de alto nível, fatores que podem contar a seu favor.

- Tenho um sonho que é ser convocado pela seleção brasileira, estou caminhando, jogando na Europa há muitos anos e fazendo o meu melhor dia após dia. Vou em busca desse objetivo, todo jogador anseia por isso e comigo não é diferente. Espero um dia chegar lá - revelou.