icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
14/07/2013
12:45

A Seleção Brasileira masculina de basquete deu adeus neste domingo ao sonho de conquistar uma medalha na Universíade de Kazan, na Rússia. No Miras Sports Complex, a equipe do técnico José Neto foi derrotada pelo Canadá, por 88 a 77, pelas quartas de final da competição. Com o resultado, o Brasil vai brigar pelo quinto lugar. Seu primeiro adversário será o perdedor de Rússia e Romênia, que se enfrentam ainda neste domingo.

O cestinha do confronto foi o canadense Brady Heslip, com 20 pontos. Pela Seleção, o maior pontuador foi André Silva, com 15 pontos.

O jogo começou equilibrado, mas o Brasil chegou a abrir 9 a 6. O Canadá, no entanto, reagiu com bons contra-ataques e virou para 13 a 9. Após o armador Gegê deixar a quadra com duas faltas, seu substituto, Elio Corazza Neto, passou a comandar a Seleção, que empatou em 13 a 13. Com bos ataques em seguida, a equipe brasileira fechou o primeiro quarto na frente: 20 a 17.

No segundo quarto, o Brasil voltou precipitando os ataques e o Canadá empatou em 22 a 22 para, logo depois, assumir a ponta no placar. Com a Seleção cometendo erros bobos, os canadenses se aproveitaram e abriram 32 a 26 após dois arremessos livres de uma falta e dois de uma falta técnica.

Mas o Brasil não se abateu e, com Gegê de volta à quadra armando bons ataques, encostou nos canadenses: 35 a 34. Mas não foi o suficente para a Seleção retomar a ponta e o Canadá terminou o segundo quarto na frente: 38 a 37.

No terceiro quarto, o duelo continuou equilibrado, mas o Canadá apresentava melhor aproveitamento ofensivo. O Brasil, porém, não se abatia e buscava encostar no placar. Em três boas jogadas, duas delas de contra-ataque, a Seleção virou: 48 a 47. A parcial seguiu muito disputada até o Canadá acertar duas bolas de três e, com erros do Brasil, terminar a parcial na dianteira, com 59 a 52.

No último quarto, o Canadá voltou com o bom ritmo e o Brasil continuou cometendo erros. Maior pontuador da Seleção na Univesíade, com média de 15,8 pontos por jogo, Cristiano Felício acabou deixando a quadra ao estourar o limite de faltas. Com falhas na defesa, e sem seu principal jogador de ataque, a equipe brasileira não conseguiu encostar no placar e acabou derrotada.

* O repórter viaja a convite da CBDU

A Seleção Brasileira masculina de basquete deu adeus neste domingo ao sonho de conquistar uma medalha na Universíade de Kazan, na Rússia. No Miras Sports Complex, a equipe do técnico José Neto foi derrotada pelo Canadá, por 88 a 77, pelas quartas de final da competição. Com o resultado, o Brasil vai brigar pelo quinto lugar. Seu primeiro adversário será o perdedor de Rússia e Romênia, que se enfrentam ainda neste domingo.

O cestinha do confronto foi o canadense Brady Heslip, com 20 pontos. Pela Seleção, o maior pontuador foi André Silva, com 15 pontos.

O jogo começou equilibrado, mas o Brasil chegou a abrir 9 a 6. O Canadá, no entanto, reagiu com bons contra-ataques e virou para 13 a 9. Após o armador Gegê deixar a quadra com duas faltas, seu substituto, Elio Corazza Neto, passou a comandar a Seleção, que empatou em 13 a 13. Com bos ataques em seguida, a equipe brasileira fechou o primeiro quarto na frente: 20 a 17.

No segundo quarto, o Brasil voltou precipitando os ataques e o Canadá empatou em 22 a 22 para, logo depois, assumir a ponta no placar. Com a Seleção cometendo erros bobos, os canadenses se aproveitaram e abriram 32 a 26 após dois arremessos livres de uma falta e dois de uma falta técnica.

Mas o Brasil não se abateu e, com Gegê de volta à quadra armando bons ataques, encostou nos canadenses: 35 a 34. Mas não foi o suficente para a Seleção retomar a ponta e o Canadá terminou o segundo quarto na frente: 38 a 37.

No terceiro quarto, o duelo continuou equilibrado, mas o Canadá apresentava melhor aproveitamento ofensivo. O Brasil, porém, não se abatia e buscava encostar no placar. Em três boas jogadas, duas delas de contra-ataque, a Seleção virou: 48 a 47. A parcial seguiu muito disputada até o Canadá acertar duas bolas de três e, com erros do Brasil, terminar a parcial na dianteira, com 59 a 52.

No último quarto, o Canadá voltou com o bom ritmo e o Brasil continuou cometendo erros. Maior pontuador da Seleção na Univesíade, com média de 15,8 pontos por jogo, Cristiano Felício acabou deixando a quadra ao estourar o limite de faltas. Com falhas na defesa, e sem seu principal jogador de ataque, a equipe brasileira não conseguiu encostar no placar e acabou derrotada.

* O repórter viaja a convite da CBDU