icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/02/2015
12:37

Após dois anos, o Botafogo voltou a adotar a concentração dos jogadores nas vésperas das partidas disputadas no Rio de Janeiro. Abolida na época de Oswaldo de Oliveira à frente da equipe, a prática foi retomada com a chegada de René Simões. Em entrevista coletiva após o treino desta terça-feira, no campo anexo do Estádio Nilton Santos, o comandante alvinegro falou sobre a situação.

- O grupo ainda é muito novo, e o conhecimento entre eles ainda não é total. Sempre antes de tomar medidas eu converso com os líderes do elenco. Sugeri que dormíssemos num hotel, e eles concordaram, dizendo que assim o grupo poderia se conhecer melhor. Não é por falta de confiança nos jogadores e também não é algo definitivo. Além disso, muitos jogadores preferem a concentração, principalmente aqueles que têm filhos pequenos - explicou René Simões.

Durante o Campeonato Carioca de 2013, a concentração no Alvinegro foi extinta como forma de protesto em função de salários atrasados. Sanada a crise, o processo foi mantido em acordo entre diretoria e comissão técnica. Desde então, a concentração passou a ser opcional. Somente na reta final do Campeonato Brasileiro de 2014 o Botafogo voltou a concentrar antes dos jogos no Rio de Janeiro.

Para o confronto contra o Bangu, nesta quarta-feira, pela quarta rodada do Campeonato Carioca, a delegação irá vai se reunir na noite desta terça-feira em um hotel no Recreio do Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com o técnico René Simões, o local não irá gerar custos para o Botafogo.