icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
20/06/2014
09:02

O único representante do Corinthians na Copa do Mundo é o meio-campista uruguaio Lodeiro, que nem sequer vestiu a camisa alvinegra, treinou com os novos companheiros ou foi apresentado à torcida. Fora da disputa do Mundial, alguns jogadores curtem o torneio apenas como espectadores, e fazem de cada partida uma decisão. Como milhares de amantes do futebol pelo mundo, os funcionários do Timão também têm seu "bolão" da Copa.

O ranking é alterado a cada rodada, obviamente, mas a última classificação que "vazou" trazia o lateral-esquerdo Fábio Santos à frente dos outros 27 competidores, empatado apenas com José Max Reis, que trabalha na diretoria de gestão administrativa do clube. O bolão da Copa foi organizado ainda em São Paulo, e alguns dos jogadores que viajaram para o período de treinos em Extrema (MG) toparam participar.

Além de Fábio Santos e Max, estão bem posicionados Roberto "Negão", que é roupeiro do clube, Denis Luup, outro funcionário dos bastidores, e o coordenador técnico Alessandro, ex-lateral do Timão. Entre os jogadores, o goleiro Danilo Fernandes é o sexto colocado e os outros ocupam posições bem inferiores na classificação: Ferrugem é o 13º e Uendel o 14º. O zagueiro Felipe é o último colocado do bolão, atrás até mesmo do Seu Miranda, funcionário da rouparia do Corinthians há 50 anos.

Na última terça-feira, boa parte do elenco corintiano se reuniu no restaurante do hotel-fazenda onde a delegação está hospedada para acompanhar o empate sem gols entre Brasil e México e torcer pelo seu palpite.