icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Carlos Alberto Vieira e Leo Burlá
06/12/2013
01:30

Durante o banquete de gala para os 1.300 mil convidados da Fifa, o presidente da entidade, Joseph Blatter, aproveitou a ocasião para o homenagear o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, morto nesta quinta-feira.

Em sua fala, o suíço lembrou da parceria necessária para a realização da Copa do Mundo da África do Sul- 2010. Ao fim de seu discurso, o cartola foi aplaudido pelos presentes.

A Fifa está analisando como homenagear o político durante o sorteio das chaves da Copa do Mundo, marcado para esta sexta-feira, às 14h (horário de Brasília)

Mandela foi uma das figuras importantes para a realização da Copa do Mundo de  2010, realizada na África do Sul. Vale lembrar que Robben Island, prisão na qual  Mandela esteve encarcerado durante 18 anos, tinha no futebol seu ato de  resistência.

Justamente por causa da importância de Mandela, a reunião do Comitê Executivo  da Fifa na véspera do sorteio dos grupos para a Copa de 2010, foi realizada  exatamente no local.

Ex-presidente da África do Sul, Mandela foi um dos ícones na luta contra a  segregação racial no país e um dos responsáveis por derrubar o regime racista do  apartheid. Por conta da sua intensa luta, ele recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em  1993.