icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2014
14:25

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, recebeu nesta terça-feira na sede da entidade a visita do presidente da Federação de Futebol da Palestina e do Comitê Olímpico da Palestina, Jibril Rajoub. Os dois conversaram sobre a situação política crítica pela qual passa o território palestino, que está sendo bombardeado pelas forças de Israel.

- Eu estou muito ciente quanto a situação na região. Fico com o coração partido quando ouço que pessoas da comunidade do futebol foram mortas. A Fifa e eu, pessoalmente, deploramos esta situação e qualquer forma de violência. A comunidade do futebol entregou uma mensagem de paz durante a Copa do Mundo. Nós estamos unidos e esperamos que a paz volta na região - disse Blatter, em declaração divulgada pelo site oficial da Fifa.

Por sua vez, o dirigente palestino agradeceu a preocupação de Blatter e o investimento da Fifa no desenvolvimento do futebol na Palestina.

- Eu aprecio o comprometimento do presidente da Fifa com o desenvolvimento e o investimento no futebol da Palestina, apesar das dificuldades que enfrentamos. Acreditamos que o futebol poderá contruir ponte de relacionamento entre as pessoas. Estou muito triste com as perdas de vidas palestinas no atual conflito, mas acredito que a paz será alcançada no Oriente Médio e que o povo palestino alcançará o seu sonho de independência, coexistindo inclusive com o estado de Israel - falou Jibril Rajoub.

A Federação de Futebol da Palestina está filiada à Fifa desde 1998. Atualmente a seleção do país está na 85ª posição no ranking da entidade, a sua melhor colocação histórica. Os palestinos se preparam para no ano que vem disputarem a Copa da Ásia, sua primeira grande competição internacional. A conquista da vaga veio em maio, quando a Palestina conquistou a Challenge Cup, nas Ilhas Maldivas, ao bater as Filipinas na final por 1 a 0.

A Copa da Ásia será disputada na Austrália, entre as datas de 9 e 31 de janeiro. A Palestina está no Grupo D, ao lado de Japão, Jordânia e Iraque.