icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2014
16:53

O técnico Bernardinho deu sua explicação para a ausência do ponteiro Murilo e do central Lucão no time titular do Brasil na derrota para o Irã, nesta sexta-feira, pela fase final da Liga Mundial de Vôlei. Questões físicas, segundo ele, foram decisivas para a decisão de escalar o jovem Lucas Lóh e Éder nas posições.

– Temos dois jogadores importantes que nos preocupavam em função do desgaste, da idade e que precisavam ser poupados, que são o Sidão e o Murilo. Agora, nós estamos com todos os jogadores preparados, prontos e a reação tem que ser boa amanhã. Estamos entre os quatro e vai ser difícil, seja contra a Itália ou Estados Unidos – disse o treinador.

A derrota do Brasil para os asiáticos tirou a Rússia da briga pelo título da Liga Mundial. Os comandados de Bernardinho avançaram em segundo no Grupo I e terão como adversário na semifinal deste sábado a Itália, que passou pela Austrália por 3 a 0 e garantiu a primeira colocação do Grupo H.

O técnico aproveitou a situação confortável na tabela para testar novidades e poupar alguns destaques. Loh, de apenas 23 anos, fez sua estreia na Liga Mundial. Mas quem mais se destacou pelo Brasil foi Lucarelli, com 17 pontos. Ghafour, do Irã, foi o maior pontuador do jogo, com 23 acertos.

Esta foi a terceira vitória do Irã sobre o Brasil na competição e encerrou uma sequência de quatro jogos de invencibilidade do time de Bernardinho.