icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2013
17:43

Contestado pela torcida e sem conseguir repetir as atuações dos tempos de Palmeiras, o centroavante Barcos segue prestigiado pelo técnico Renato Gaúcho. Titular e capitão, o Pirata vê uma "campanha" de imprensa e torcida para que ele saia da equipe titular. Apesar do jejum de gols, o camisa 9 afirma que não precisa mudar seu estilo de jogo.

- O Renato me deu sempre confiança e tranquilidade. Quem quer me tirar me tirar do time são vocês (imprensa) ou os torcedores. O gol é uma consequência do jogo. Às vezes sai, às vezes não. O mais importante é o resultado. Estou muito tranquilo em relação a isso - destacou o argentino em entrevista nesta quarta-feira.

A movimentação do centroavante, saindo da área, é um dos pontos questionados pela torcida, que o quer mais posicionado. A dupla Kleber e Barcos passa por um jejum longo. O Pirata não marca desde o dia 16 de outubro, na vitória sobre o Corinthians, na Arena. Já o Gladiador não balança as redes desde o dia 7 de setembro, na vitória sobre a Portuguesa, também em casa.

- A ideia é sempre estar perto da área, mas durante o jogo se tenta sair e abrir espaço. Se fica parado na área não vem a bola nunca. A característica do Kleber é sair mais que eu. Mas não se pode só ficar na área e esperar a bola. Não estamos desesperado para fazer gol. O Grêmio está tranquilo, na segunda posiçãoa - avaliou Barcos.