icons.title signature.placeholder Francisco Loureiro
18/11/2013
13:31

Os dirigentes do Barcelona estão estudando o que é melhor para o clube; se reformam o Camp Nou ou se simplesmente constróem outro estádio. As intervenções no atual estádio do clube espanhol, de acordo com os seus dirigentes, custariam R$ 1 bilhão, metade do orçamento previsto para a construção de uma arena nova, orçada entre R$ 2 bi e R$ 2,5 bi. A decisão, no entanto, caberá aos sócios, que definirão o destino do equipamento num referendo.

O clube não faz nenhum investimento de peso em sua arena desde o ano 2000, enquanto Real Madrid investiu mais de R$ 617 milhões no Santiago Bernabéu. Os dois projetos apresentam um ponto em comum: ambos irão privilegiar as tribunas e os chamados espaços “vips”, em detrimento da capacidade total. Em coletiva de imprensa na semana passada, o diretor econômico do Barcelona, Jordi Moix, afirmou que a nova arena não deve ter capacidade maior que os atuais 99.300 lugares do Camp Nou.

O terreno para a construção da nova arena é um outro problema. Segundo o site espanhol Diario Gol, fontes ligadas ao clube informaram que a diretoria não considera utilizar os terrenos do clube. Uma das soluções encontradas seria a utilização de uma área da Universidade de Barcelona, vizinha ao Hotel Juan Carlos I. O terreno seria adquirido através de uma permuta entre o clube e a universidade, o que depende da aprovação do prefeito da instituição de ensino, Xavier Trias.

No entanto, o maior obstáculo a ser superado seria o financiamento da obra. O clube admite até a negociar a venda dos naming rights do novo estádio, mas por ora, essa ideia ainda é muito embrionária. 

A opção pela reforma do Camp Nou esbarra em problemas estruturais. O maior entrave para os engenheiros é a dificuldade em adequar os quatro níveis do estádio às novas tribunas. O aumento das áreas destinadas aos ingressos mais caros deve compensar a diminuição da capacidade total do estádio. Outro investimento previsto refere-se à expansão da área destinada à imprensa.

A diretoria do Barcelona deve receber, ainda esta semana, os laudos técnicos das duas opções. Após a análise, os sócios serão chamados para votar. O presidente do clube espanhol, Sandro Rossel, classificiou a construção de uma nova arena ou a reforma do Camp Nou como "a decisão mais importante dos próximos 50 anos do clube”.