icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
29/04/2014
15:43

Como já era esperado, o Santos fechou 2013 no vermelho. No entanto, o balanço financeiro do clube, obtido pelo LANCE!Net, mostra números que fazem acender o sinal de alerta na Vila Belmiro. Além do déficit de R$ 20 milhões, 20% a mais do que previsto no orçamento, o clube viu sua dívida crescer em 49%: de R$ 117 milhões para R$ 174 mi., diferença de R$ 57 milhões.

O que torna os dados ainda mais preocupantes é o fato de o Peixe ter recebido R$ 71 milhões com venda de atletas - a maior parte relativa à ida de Neymar para o Barcelona (ESP) - valor improvável para este ano.

A receita operacional alvinegra - o que recebeu ao longo de 2013 - foi de quase R$ 206 milhões, aumento de 4% em relação a 2012.

Depois das vendas de jogadores, a maior fonte de receita do Peixe é com publicidade: R$ 54,8 milhões, mais até do que as cotas televisivas no período: R$ 50,5 milhões.

Vale lembrar que a expectativa do Santos para 2014 também não é das melhores, já que o orçamento, aprovado no fim do ano passado, prevê déficit de cerca de R$ 7,7 milhões. O argumento dos dirigentes é de que o clube fez projeções cautelosas, a fim de diminuir a margem de erro da previsão. Isso justifica a expectativa de um patrocínio master de R$ 13 milhões e nenhum título na temporada.

O balanço do clube deve, por lei, ser publicado até o dia 30 de abril. No entanto, ele ainda não foi votado ou aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube, o que contraria o estatuto. Segundo o regimento interno do Peixe, uma reunião deveria ter sido realizada até o dia 25 de março, mas isso só deve ocorrer em maio. Nos bastidores, a culpa do atraso é atribuída à empresa responsável por auditar o documento.