icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/12/2013
19:12

Pela primeira vez, o Bahia conseguiu superar o Cruzeiro dentro do Mineirão. E justamente no jogo que marcou a entrega da taça ao time celeste, campeão brasileiro. Diferente do que aconteceu na maioria dos jogos no Gigante da Pampulha, o Cruzeiro saiu de campo derrotado por 2 a 1. Bom para o Bahia, que respira na tabela, mas nada que atrapalhasse a festa do torcedor celeste, que se despede do Mineirão, em 2013, com a taça de campeão diante de seu torcedor.

Os gols do Bahia foram marcados por Marquinhos Gabriel e Anderson Talisca. Já o tento celeste veio dos pés de Vinicius Araújo.

Na próxima rodada, a Raposa enfrenta o Flamengo, domingo, às 17h, ainda sem local definido. Enquanto o Tricolor recebe o desesperado Fluminense, no Barradão, no mesmo horário.

CRUZEIRO ENTRA DESLIGADO E SOFRE GOL NO INÍCIO


Jogadores posam para foto do título brasileiro (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)

Logo no início do jogo, Ricardo Goulart foi lançado na área e se chocou com o goleiro Marcelo Lomba. Após ser atendido e voltar ao campo de jogo, o camisa 31 acusou novamente a pancada no joelho e teve que deixar o campo de jogo, dando lugar ao bigodudo Willian.

Aos 14 minutos, no primeiro descuido da defensiva celeste, Marquinhos Gabriel colocou água no chopp dos campeões. Na tentativa de cortar de cabeça, Dedé atrasou a bola para Willian Barbio, que descolou ótimo passe para Marquinhos Gabriel tocar na saída do goleiro Fábio: 1 a 0.


Jogadores festejam gol marcado por Marquinhos Gabriel (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)

Apesar da desvantagem no marcador, o Cruzeiro não apresentou sinais de nervosismo, e seguiu paciente em busca do empate. Enquanto os mineiros chegavam com perigo nas jogadas de Éverton Ribeiro, Souza e Borges, o Tricolor tentava responder através dos chutes de fora da área e contra-ataques.

Embora o Cruzeiro chegasse com mais frequência ao ataque, era o Bahia que apresentava mais equilíbrio em campo. Atrás no marcador, a Raposa ainda perdeu o seu principal jogador. Éverton Ribeiro deioxu o campo de jogo com dores na coxa.

RAPOSA EMPATA, MAS BAHIA SURPREENDE NO FIM

O segundo tempo começou de forma totalmente diferente da etapa inicial. Menos desgastado, o Cruzeiro impôs sua superioridade técnica e física dentro de campo. Enquanto o Bahia passou a ter muita dificuldade em descer ao campo de ataque.

A pressão celeste continuou. Borges e Júlio Baptista levaram muito perigo ao gol de Marcelo Lomba, que passou a ser o grande nome do Bahia. O time de Marcelo Oliveira seguia martelando, mas ainda faltava efetivar as ofensivas em gol. O tento até saiu com Souza, mas a arbitragem pegou impedimento de Vinícius Araújo no lance.

Os dez minutos finais do jogo foram ainda mais emocioantes. Buscando superar o ferrolho baiano, o Cruzeiro foi todo ataque. Aos 38 minutos, Willian levantou a bola no segundo poste, Marcelo Lomba não conseguiu segurar o cabeceio de Bruno Rodrigo e Vinícius Araújo aproveitou a sobra para empatar a partida. A bola quase não ultrapassou a linha, mas serviu para explodir de vez o Mineirão, que não deixou de comemorar o título um minuto sequer.


Willian Barbio foi o principal homem de frente do Bahia (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)

Aos 44 minutos do segundo tempo, o Bahia surpreendeu mais uma vez. Em jogada pela esquerda, Souza cruzou na área e Anderson Talisca, meio sem jeito, finalizou para o gol, colocando o Tricolor de volta à frente do marcador. O gol da vitória encerrou um tabu negativo de 19 anos do Bahia sem vencer o Cruzeiro, além de aliviar um pouco mais a situação dos baianos na tabela, agora com 48 pontos. Do lado dos anfitriões, nada de tristeza, já que a Raposa ergue a taça de campeão brasileiro diante de sua torcida.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1x2 BAHIA

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 01/12/2013 - 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Público/Renda: 47.799 pagantes, 48.112 presentes/R$2.224.495,00
Auxiliares: Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartões amarelos: Dagoberto (CRU), Fahel e Souza (BAH)
Cartão vermelho: -

GOLS: Marquinhos Gabriel, 14'/1ºT (0-1); Vinícius Araújo, 38'/2ºT (1-1); Anderson Talisca, 44'/2ºT (1-2)

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Souza e Lucas Silva; Éverton Ribeiro (Júlio Baptista - 37'/1ºT), Ricardo Goulart (Willian - 8'/1ºT), Dagoberto e Borges (Vinícius Araújo - 18'/2ºT) - Técnico: Marcelo Oliveira.

BAHIA: Marcelo Lomba; Rafael Miranda, Demerson, Titi, Raul; Fahel, Hélder, Anderson Talisca e Wiliam Barbio (Fabrício Lusa - 18'/2ºT); Marquinhos Gabriel (Diones - 30'/2ºT) e Fernandão (Souza - 20'/2ºT) - Técnico: Cristóvão Borges.