icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/11/2014
18:05

Em situação de desespero, o Bahia, 18º colocado da Série A do Brasileiro, com 34 pontos, enfrenta o Atlético Paranaense neste sábado, às 21h, na Fonte Nova. Uma derrota pode significar, dependendo de uma combinação de resultados, o rebaixamento da equipe para a Série B em 2015. O Furacão, com 47 pontos, busca a vitória para entrar no Top8.

O Bahia vem de uma vitória fora de casa diante do Criciúma. Mas sabe que qualquer tropeço será terrível. Caso seja derrotado e permaneça nos  34 pontos, basta que o Coritiba vença ou empate com o Palmeiras e Vitória e Chapecoense derrotem seus adversários para que o rebaixamento seja confirmado.

O Bahia poderá não ter o atacante Kieza. O jogador levou uma  joelhada de Fábio Ferreira nas costas durante o jogo em Criciúma e o local segue muito inchado.

- O juiz nem falta marcou naquele lance - reclamou Kieza.

Caso o artilheiro do time com seis gols seja liberado, o Bahia entra em campo com a mesma formação que venceu o Criciúma na quarta-feira passada. Com Kieza vetado, o treinador Charles Fabian deverá escalar Henrique como o seu substituto.

E MAIS:
>> Treino tático tem presença de Jobson na equipe titular do Botafogo
>> Título do Cruzeiro pode vir contra coadjuvante preferido dos pontos corridos

O Atlético tem dois desfalques. Não terá o volante Deivid, que será poupado, pois sente dores no joelho  após uma pancada sofrida na partida com o Santos.  Hernani entra. O lateral-direito Sueliton recebeu o terceiro amarelo contra o Peixe e terá Mário Sérgio como o substituto.
O treinador  Claudinei Oliveira acredita que as substituições não vão desfigurar a equipe num duelo que ele considera muito  perigoso por causa da situação do Bahia.

Para Cleberson,  que é o zagueiro-artilheiro deste Brasileiro, com cinco gols, a fórmula para sair da Bahia com um bom resultado será aproveitar o desespero do rival.

- Conhecemos o Bahia. No turno, foi  um jogo bastante truncado. Agora acredito que será um pouco diferente pois o time deles precisa da vitória e pode se abrir. Se o Atlético seguir com a sua forma tradicional de jogo, com tranquilidade e usando os contra-ataques, podemos sair com a vitória - disse em entrevista à Rádio CAP.


FICHA TÉCNICA


BAHIA X ATLÉTICO-PR


Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data/Hora: 22/11/2014, às 21h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (SC)
Auxiliares: Cleriston Clay (SE/Fifa) e Evandro Gomes (GO)

BAHIA: Marcelo Lomba; Railan, Lucas Fonseca, Titi, Pará; Fahel, Rafael Miranda, Bruno Paulista, Guilherme Santos e Galhardo; Kieza ( Henrique). Técnico: Charles Fabian.


ATLÉTICO-PR:  Weverton; Mario Sergio, Gustavo, Cleberson e Olaza; Hernani, Paulinho Dias e Bady;  Dellatorre, Marcelo e Cléo. Técnico: Claudinei Oliveira.