icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2013
23:50

A trajetória à final da Libertadores ficou mais complicada para o Atlético-MG. Organizado na primeira etapa, mas desatento nos 45 minutos finais, o time brasileiro levou 2 a 0 do Newell's Old Boys (ARG), nesta quarta-feira, no Coloso Del Parque, em Rosário, no jogo de ida da semifinal da competição.

Na próxima quarta-feira, no Independência, o Galo precisará vencer os rosarinos por três gols de diferença para carimbar a vaga. Já os leprosos podem até perder por um gol de diferença ou por dois, caso marquem um, que chegam à final do torneio continental.  

O Galo ofereceu 80% de posse de bola ao adversário nos 20 minutos de bola rolando e resistiu bem a dois lances perigosos do adversário. O primeiro, logo no início do jogo, foi uma cabeça de Maxi Rodríguez defendida por Vitor, que fez outra intervenção em chute cruzado de Scocco.

No primeiro tempo, o mérito dos mineiros foi não ter passado nenhum sufoco. Desta forma, fez o volume da arquibancada baixar e o ritmo dos argentinos não teve tanta intensidade. Josué apareceu mordendo no meio de campo e Tardelli marcando os avanços de Cáceres.

GALERIA DE FOTOS:
Veja as imagens da derrota do Galo para o Newell´s na Argentina

E MAIS:
De Bielsa, Maradona e Messi: Estádio do Newell's tem espaço para os ídolos
TurkoLoko': Presidente do Galo é homenageado em camisa de torcedor
Em Rosário, figura do craque Messi é ignorada em seu bar

Com o rival bem marcado, o Atlético foi se soltando até a melhor chance no jogo quando Ronaldinho Gaúcho largou Bernard na cara do gol. O meia tentou passar pelo goleiro Guzmán, que evitou o primeiro gol dos visitantes com um tapinha.

O Alvinegro, porém, voltou do intervalo dando espaços demais e os rosarinos foram gostando do jogo. No primeiro momento de incerteza da defesa atleticana, Maxi Rodríguez apareceu livre dentro da área, e cabeçou no contrapé de Victor para mexer no placar.

A pressão prosseguiu nos momentos seguintes e não seria injustiça um segundo gol leproso, como aconteceu em falta muito bem cobrada por Scocco no canto esquerdo de Victor. Depois, o Galo ainda passou por um momento desconfortável do jogo. Foi bastante pressionado pelos donos da casa. Somados a isto, faltou forças para chegar à meta rival. O golpe foi acusado.

Agora, o Atlético terá que repetir suas atuações dentro de casa. Só o Horto salva! Só a massa atleticana salva!

FICHA TÉCNICA
NEWELL'S OLD BOYS 2 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Marcelo Bielsa, em Rosário (ARG)
Data e hora: 03/07/2013, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses (CHL)
Auxiliares: Carlos Astroza (CHL) e Sergio Román (CHL)
Cartão Amarelo: Maxi Rodríguez, Pablo Pérez, Casco (NOB); Bernard, Luan, Gilberto Silva (ATM)
Cartão Vermelho: nenhum

Gols: Maxi Rodríguez, 16'/2ºT (1-0); Scooco, 35'/2ºT (2-0)

NEWELL'S OLD BOYS: Guzmán, Caceres, Vergini, Heinze e Casco; Pablo Pérez (Cruzado, 33'2ºT), Mateo e Bernardi; Maxi Rodríguez, Figueroa (Tonzo, 32'/2ºT) e Scocco (Urruti, 44'/2ºT). Técnico: Gerardo Martino.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Rafael Marques, Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre, Josué, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Diego Tardelli (Luan, 24'/2ºT) e Jô (Guilherme, 45'/2ºT). Técnico: Cuca

A trajetória à final da Libertadores ficou mais complicada para o Atlético-MG. Organizado na primeira etapa, mas desatento nos 45 minutos finais, o time brasileiro levou 2 a 0 do Newell's Old Boys (ARG), nesta quarta-feira, no Coloso Del Parque, em Rosário, no jogo de ida da semifinal da competição.

Na próxima quarta-feira, no Independência, o Galo precisará vencer os rosarinos por três gols de diferença para carimbar a vaga. Já os leprosos podem até perder por um gol de diferença ou por dois, caso marquem um, que chegam à final do torneio continental.  

O Galo ofereceu 80% de posse de bola ao adversário nos 20 minutos de bola rolando e resistiu bem a dois lances perigosos do adversário. O primeiro, logo no início do jogo, foi uma cabeça de Maxi Rodríguez defendida por Vitor, que fez outra intervenção em chute cruzado de Scocco.

No primeiro tempo, o mérito dos mineiros foi não ter passado nenhum sufoco. Desta forma, fez o volume da arquibancada baixar e o ritmo dos argentinos não teve tanta intensidade. Josué apareceu mordendo no meio de campo e Tardelli marcando os avanços de Cáceres.

GALERIA DE FOTOS:
Veja as imagens da derrota do Galo para o Newell´s na Argentina

E MAIS:
De Bielsa, Maradona e Messi: Estádio do Newell's tem espaço para os ídolos
TurkoLoko': Presidente do Galo é homenageado em camisa de torcedor
Em Rosário, figura do craque Messi é ignorada em seu bar

Com o rival bem marcado, o Atlético foi se soltando até a melhor chance no jogo quando Ronaldinho Gaúcho largou Bernard na cara do gol. O meia tentou passar pelo goleiro Guzmán, que evitou o primeiro gol dos visitantes com um tapinha.

O Alvinegro, porém, voltou do intervalo dando espaços demais e os rosarinos foram gostando do jogo. No primeiro momento de incerteza da defesa atleticana, Maxi Rodríguez apareceu livre dentro da área, e cabeçou no contrapé de Victor para mexer no placar.

A pressão prosseguiu nos momentos seguintes e não seria injustiça um segundo gol leproso, como aconteceu em falta muito bem cobrada por Scocco no canto esquerdo de Victor. Depois, o Galo ainda passou por um momento desconfortável do jogo. Foi bastante pressionado pelos donos da casa. Somados a isto, faltou forças para chegar à meta rival. O golpe foi acusado.

Agora, o Atlético terá que repetir suas atuações dentro de casa. Só o Horto salva! Só a massa atleticana salva!

FICHA TÉCNICA
NEWELL'S OLD BOYS 2 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Marcelo Bielsa, em Rosário (ARG)
Data e hora: 03/07/2013, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses (CHL)
Auxiliares: Carlos Astroza (CHL) e Sergio Román (CHL)
Cartão Amarelo: Maxi Rodríguez, Pablo Pérez, Casco (NOB); Bernard, Luan, Gilberto Silva (ATM)
Cartão Vermelho: nenhum

Gols: Maxi Rodríguez, 16'/2ºT (1-0); Scooco, 35'/2ºT (2-0)

NEWELL'S OLD BOYS: Guzmán, Caceres, Vergini, Heinze e Casco; Pablo Pérez (Cruzado, 33'2ºT), Mateo e Bernardi; Maxi Rodríguez, Figueroa (Tonzo, 32'/2ºT) e Scocco (Urruti, 44'/2ºT). Técnico: Gerardo Martino.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Rafael Marques, Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre, Josué, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Diego Tardelli (Luan, 24'/2ºT) e Jô (Guilherme, 45'/2ºT). Técnico: Cuca