icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/04/2014
17:23

Que vocação para o drama tem o Atlético de Madrid de Diego Simeone! Nesta sexta-feira, a equipe venceu o modesto Elche por 2 a 0, no Estádio Vicente Calderón, com direito a pênalti perdido e muito sofrimento. O importante, todavia, é o final sempre feliz para o líder. Faltam apenas "quatro finais" para o título da Liga Espanhola. O grito está entalado há 18 anos.

O resultado significa que o Colchonero será ponteiro do Espanhol, pelo menos, até a antepenúltima rodada da competição. O Atlético soma 75 pontos, contra 69 do Real Madrid, levando vantagem no primeiro critério de desempate (o confronto direto). Os merengues ainda jogam nesta jornada.

O Atlético parecia que não encontraria dificuldades durante o primeiro tempo. Nos 15 primeiros minutos, teve mais a bola e não deixou o adversário jogar. Depois, começou a angústia.

O Elche foi começando a gostar do jogo e teve duas grandes chances defendidas por Courtois.

O Colchonero teve apenas uma oportunidade, que Villa jogou fora praticamente sem goleiro. O atacante ainda perderia um pênalti, logo no início da segunda etapa.


Diego Costa comemora o segundo gol do Atlético de Madrid no jogo (Foto: Dani Pozo/AFP)

A recompensa pela força de vontade e apoio das tribunas veio numa jogada bem desenhada por Simeone. Bola lançada na área para Miranda, de cabeça, colocar lá dentro e abrir o placar.

No final da partida, Diego Costa, de pênalti, deu números finais ao confronto.