icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/07/2014
10:18

O presidente do Atlético de Madri, Enrique Cerezo, disse ao jornal "Mundo Deportivo" que o clube está trabalhando para fechar duas grandes contratações. Uma delas é Antoine Griezmann. Pelo menos essa é a intenção dos líderes dos colchoneros, que procuram fechar a chegada francês em questão de dias. As negociações com a Real Sociedad estão bem avançadas, e os dirigentes madrilenhos tem esperança de anunciar a assinatura do jogador de futebol francês antes que ele comece a pré-temporada.

Os dirigentes do clube de Madri já demonstraram o interesse que tem no futebol do atleta francês. Mas resposta de Anoeta foi que eles não iriam negociar um dos seus jogadores mais importantes por menos que a cláusula de rescisão de 30 milhões de euros. Então, sabendo que para contratar Griezmann deve pagar essa quantia, os líderes do Atlético pediram permissão para sentar-se com o jogador francês mesmo estando de férias. Griezmann tem duas negociações com equipes grandes, mas o desejo do Atlético é ter o mais rápido possível com o "sim" do atacante e, em seguida, fechar o negócio com a Real Sociedad.

Com apenas 23 anos e internacional com a França, se destacou na Copa do Mundo no Brasil. Com belas jogadas e movimentação nos jogos da Copa, Antoine Griezmann despertou a atenção do Atlético de Madrid. De fato, em 2011, estava prestes a deixar seu clube, mas as negociações não avançaram e o francês permaneceu na Real Sociedad. Mas esse ano o time basco já assume que o craque vai deixar o clube depois de não aceitar a oferta de renovação.

Apesar das especulações o negócio está muito avançado, e um dos motivos é a vontade do técnico Simeone em contar com o atacante Griezmann. Questionado por jornalistas franceses na pré-temporada do clube em São Francisco, o Cholo foi sincero, mas sempre com cautela: - "É muito bom jogador, ele tem grande velocidade e pode nos dar muitas variantes ofensivas, mas é verdade que tem sido especulado muitos outros jogadores que poderiam vir e ... se todos viessem poderíamos fazer duas equipes ".