icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/02/2015
15:06

O jornal "AS", da Espanha, divulgou nesta terça-feira uma tabela que mostra quanto as cinco principais ligas europeias distribuíram entre os seus clubes em 2013/14. E um dado específico chama a atenção. Rebaixado e lanterna da última edição da Premier League, o Cardiff arrecadou mais dinheiro do que Atlético de Madrid, Bayern de Munique e Paris Saint-Germain, campeões em Espanha, Alemanha e França, respectivamente.

Com muito mais renda de televisão do que os outros países, a Inglaterra ainda faz uma divisão mais igualitária, em que o que mais recebeu, o Liverpool, ficou com cerca de 1,5 vezes mais que o lanterna. Os Reds ficaram com 117 milhões de euros (R$ 374 milhões), contra 74,5 milhões de euros (R$ 238 milhões) do Cardiff. O total arrecadado entre os clubes foi de 1,8 bilhão de euros (R$ 5,7 bilhões).

Campeão em 2014, o Atlético levou bem menos que Real e Barcelona (Foto: Cesar Manso/AFP)

Na Espanha, por exemplo, que as divisões são fixas, os cinco últimos clubes desta lista (Granada, Elche, Valladolid, Rayo Vallecano e Almería), receberam 18 milhões de euros (R$ 57 milhões). Valor 7,7 vezes menor do que os 140 milhões de euros (R$ 448 milhões) de Real Madrid e Barcelona. O campeão Atlético de Madrid levou 42 milhões de euros (R$ 134 milhões), menos ainda que o Valencia, que arrecadou 48 milhões de euros (R$ 153 milhões) e nem foi para competições europeias.

Na Alemanha, que dividiu 495 milhões de euros (R$ 1,58 milhões), a divisão é bem mais igualitária que na Espanha. O rebaixado Eintracht Braunschweig levou 18,2 milhões (R$ 58 milhões), pouco menos da metade do campeão e poderoso Bayern de Munique.

Tabela publicada pelo 'AS' mostra a disparidade na Espanha (Foto: Reprodução/ AS)

Justamente pensando no fim dessa disparidade toda, a Espanha tem um projeto para distribuir melhor o dinheiro, e terminar com os "preços tabelados". O total vai passar para 800 milhões de euros (R$ 2,56 bilhões). Deste valor, 10% vai para a Segunda Divisão. Do resto, metade vai ser dividida igualmente entre os 20 clubes da elite, um quarto será por resultados dentro de campo, e o outro quarto através de número de sócios e outras gerações de recursos.

O Campeonato Brasileiro utiliza um sistema parecido ao do Espanhol, mas com valores bem menores. Flamengo e Corinthians receberão R$ 170 milhões a partir de 2016. Abaixo estão São Paulo, que vai levar R$ 110 milhões, Vasco e Palmeiras com R$ 100 milhões, Santos vai arrecadar R$ 80 milhões, e Cruzeiro, Atlético-MG, Botafogo, Fluminense, Grêmio e Internacional vão ficar com R$ 60 milhões. Os outros ficam com R$ 35 milhões. Isso sem contar os valores vindos do "pay-per-view".