icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar
19/12/2013
15:02

Um dos detidos na operação "Cartão Vermelho", que tem caçado os envolvidos na barbárie de Joinville, é o torcedor atleticano William Batista, que até a semana passada estava internado na cidade do interior de Santa Catarina com um trauma no crânio.

A imagem de William desacordado, quase sem roupas, sendo retirado da maca e encaminhado até um helicóptero virou um dos "símbolos" da confusão entre atleticanos e vascaínos. O caso dele foi o mais grave entre os torcedores que foram hospitalizados após a briga.

William, de apenas 20 anos, foi detido na manhã desta quinta-feira. A operação para prender os envolvidos na confusão conta com participação das polícias civis de Santa Catarina, Paraná e Rio de Janeiro. Até agora 12 pessoas foram detidas, mas outros 20 mandados de prisão deverm ser cumpridos até o fim do dia.

No mesmo dia da briga, um dos delegados da Joinville à frente do caso garantiu que além dos três vascaínos detidos, a polícia ainda tentaria identificar outros envolvidos na barbárie e até aqueles torcedores que foram hospitalizados seriam investigados sobre uma possível participação.

O LANCE!Net tentou entrar em contato com os familiares de William, mas eles preferiram não se pronunciar neste momento, deixando o caso nas mãos de um advogado. O pai dele, porém, em recente entrevista disse que se o garoto tivesse de responder por algo, o faria.