icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2014
17:34

Vahid Halilhodzic oficializou no último domingo que não continuará no comando da seleção da Argélia, que alcançou as oitavas de final da Copa do Mundo no Brasil – o melhor desempenho das Raposas do Deserto em Mundiais. A saída do treinador, à frente da seleção desde julho de 2011, já era esperada. Ele comandará o Trabzonspor, da Turquia, novamente,

Halilhodzic, de 61 anos, esteve à frente do Trabzonspor pela primeira vez entre outubro de 2005 e junho de 2006. Foram 26 jogos no clube turco, com 12 vitórias, cinco empates e nove derrotas. Depois, ele passou por Al-Ittihad, da Arábia Saudita, a seleção da Costa do Marfim e o Dínamo de Zagreb, antes de assumir a seleção da Argélia, em julho de 2011.

O ex-atacante de sucesso nas décadas de 1970 e 80 comandou a seleção argelina na Copa Africana das Nações de 2013, quando as Raposas do Deserto foram eliminadas ainda na fase de grupos, mas levou a Argélia à Copa do Mundo deste ano. Foram 32 jogos, com 19 vitórias, cinco empates e sete derrotas pela Argélia.

– Gostaria de prestar uma homenagem aos jogadores, ao pessoal da área médica, técnica e administrativa que me deram toda a assistência durante toda a missão. Agradecer também à torcida argelina, que me desejou boa sorte desde o dia em que cheguei e permaneceram leais a mim. Levarei para sempre na minha memória o acolhimento que nos deram em nosso retorno à Copa do Mundo – diz parte do comunicado de Halilhodzic.

A passagem de Halilhodzic pelo comando da Argélia ficou marcada pelo seu relacionamento conturbado com a imprensa esportiva do país. Relembre como foi a coletiva do treibnador após a vitória argelina diante da Coreia do Sul.