icons.title signature.placeholder Daniel Guimarães e João Matheus Ferreira
05/03/2014
10:25

De incógnita a realidade, Edmilson vive hoje o melhor momento com a camisa do Vasco. Artilheiro do Campeonato Carioca – ao lado de Alecsandro, do Flamengo, com seis gols – o atacante é a grande esperança do Cruz-Maltino para o jogo de nesta noite, contra o Resende, às 19h30, em São Januário. O jogo terá transmissão em tempo real do LANCE!Net.

E, como incentivo para o torcedor, os números do camisa 7 na Colina em 2014 são animadores. Em três jogos, ele marcou três gols e, aos poucos, vem deixando claro que, apesar da busca da diretoria por um outro atacante, ele está cheio de moral com o técnico Adilson Batista e com a torcida.

- Cada jogo que passa eu tento fazer o meu melhor. Penso que a missão está cumprida a cada jogo. Mas isso é confiança. Fiz 18 jogos com o Adilson e marquei 12 gols. O Adilson nos motiva muito e isso é legal. Mas no elenco também temos Thalles, Barbio, Reginaldo... Todos eles ajudam muito o time - comentou o artilheiro vascaíno.

Para completar a boa fase, Edmilson ainda é o único jogador que entrou em campo em todas as partidas do Vasco no Campeonato Carioca. No total, foram 11, sendo 10 delas como titular e uma como reserva.

- É um jogador que eu já conheço, pois o enfrentei várias vezes no Japão. Sempre fez gols, é artilheiro e um profissional exemplar. Todo mundo gosta dele dentro do clube. É um atleta dedicado, a gente confia e, juntamente com outros, exerce liderança no elenco - disse Adilson.

Se levar em conta a fase do atacante e o retrospecto em São Januário, o vascaíno pode ficar tranquilo.

REVEZAMENTO DE COMPANHEIROS

Apesar de ser absoluto no ataque do Cruz-Maltino, Edmilson não tem um parceiro fixo no setor. Nesta temporada, o técnico Adilson Batista já o escalou ao lado de Montoya, Thalles, William Barbio e Reginaldo, mas nenhum deles conseguiu se garantir.

Adilson Batista repetiu o ataque apenas nas duas primeiras partidas da temporada (William Barbio, Edmilson e Reginaldo) e em outra oportunidade, quando escalou Montoya, Barbio e Edmilson em dois jogos consecutivos.

No setor, fora Edmilson, todos já tiveram chances e deixaram a equipe em poucas rodadas. William Barbio começou o Estadual como titular, mas seis jogos depois, ficou fora até o banco de reservas. Quando entrou com o jogo em andamento, Thalles foi bem, mas não rendeu tanto na última partida.

Montoya iniciou o ano entre os 11, mas teve uma lesão e não voltou mais. Outro que está em situação parecida é Reginaldo. Ele teve um bom começo de temporada, mas acabou se lesionando. No último jogo, entrou bem, foi elogiado e está confirmado no jogo de hoje. Resta saber se irá se manter no time.