icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/04/2014
09:43

Os fãs da arte suave deixaram o Ginásio Municial de Valinhos sasiados pelo desejo de assistir finalizações. Neste sábado, dia 12, no Talent 8, seis combates foram encerrados no solo, sendo cinco só no card principal. E não faltaram nocautes no show, com também seis lutas sendo sacramentadas assim. Entre elas a principal da noite, com Arthur Olivieira despachando Fernando Neto no segundo round. Com o triunfo, ele garantiu o direito de desafiar o campeão dos galos (até 61kg) Anderson Berinja. Agora, o Talent MMA embarca rumo ao Paraná, realizando sua segunda edição no Estado no dia 10 de maio, em São José dos Pinhais.

Para ganhar o title shot, Arthur deve que superar também a grande torcida que seu oponente levou para o ginásio. Natural de Valinhos, Neto começou melhor no duelo, mas viu Arthur voltar para o segundo round arrasador. Com uma bela joelha no clinche, o lutador de Indaiatuba abriu caminho para encerrar o main event com potentes golpes no ground and pound, até a intervensão de Robertão, árbitro central do embate.

- Entrei como azarão nessa luta, ele tinha a torcida toda com ele, mas eu sempre soube que dentro do cage era só nós dois. Segurei o jogo dele de grappling no primeiro round e parti com tudo no segundo, pois treinei muito essa joelhada - revela o vencedor.

Davi Ramos x Claudiere Freitas

O co-main event da noite reuniu um especialista em muay thai e um faixa-preta de jiu-jitsu. E quem levou a melhor foi Davi Ramos. Aproveitando a tentativa de um chute rodado de Claudiere Freitas, sua marca registrada, o representante da arte suave levou o desafio para o chão e passou a dar as cartas. A vitória veio através de um armlock, ainda no primeiro round.

- Sabia que ele ia querer chutar muito, então dei o bote na hora certa e coloquei a luta onde levo ampla vantagem. Tive calma, esperei o momento certo para atacar no armlock e vencer - comemora Davi, que alcançou a quarta vitória no MMA profissional em quatro lutas.

Davi Ramos finalizou Claudiere com uma chave de braço (FOTO: Rodrigo Villalba)

Rodrigo Cabeça x Rafael Bueno

O duelo entre Rodrigo Cabeça e Rafael Bueno marcou a 100ª luta em um ano de história do evento. A disputa entre eles fez jus ao posto, sendo um combate bastante movimentado. A glória de Cabeça começou a ser escrita após uma queda espetacular. Já no chão, ele envolveu o pescoço de Rafael Bueno com um mata-leão indefensável, colocando um ponto final na disputa.

Guilherme Faria x Ricardo Carcacinha

Faria e Carcacinha deram mais uma prova de que são dois dos jovens mais talentosos do MMA brasileiro. Com um muay thai afiado por Paulo Nikolai, Guilherme, de 22 anos, precisou de apenas 99 segundos para nocautear Maikon Carvalho e alcançar sua 11ª vitória na carreira.

Já Ricardo Carcacinha fez valer seu jogo finalizador e arrancou os três tapinhas de Rafael Baraka na etapa inicial, com um mata-leão. Com apenas 18 anos, o atleta manteve seu cartel perfeito com cinco lutas e cinco vitórias, sendo três delas por finalização.

Fernando Tréssino x Marcio Teles

Aos 46 anos, Fernando Tréssino provou sua força contra Marcio Teles, 17 anos mais novo. Ainda no primeiro round, o experiente lutador ajustou a guilhotna e encerrou o choque de gerações. No mata-leão, na abertura do card principal, Bruno Bulldoguinho finalizou Soslenis Grilinho, no último assalto do combate.

O cage do Talent balançou no encontro entre os pesados Fernando Santo Forte e Xandão. Após 15 minutos de ação, Santo Forte, que participou da última seletiva do TUF Brasil 3, venceu por decisão unânime. Da mesma maneira, Zé Reborn bateu Ângelo Gambá.

Nocautes abrem lutas do show

A noite de lutas do Talent 8 começou do jeito que a maioria dos fãs gostam: com muitos nocautes. No desafio de muay thai, que abriu a edição, Ricardo Pacheco nocauteou Moreno Bibi, enquanto na primeira luta de MMA, Uyran Presuntinho mandou Adriano Mão de Pedra à lona ainda no primeiro round. Roberto Souza e Alselmo Assumpção demoraram um pouco mais, mas nocautearam Gustavo Veiga e Tales Alves, respectivamente, na segunda etapa.

No único duelo feminino do card, Mariana Moraes precisou de apenas 44 segundos para ajustar o armlock e finalizar Mariana Santos. Apoiados pela torcida local, Gustavo Erak e Junior Preto dominaram os três rounds de seus combates e venceram na decisão dos juízes laterais.

Talent MMA 8 - Resultados Oficiais
Card Principal
Arthur Oliveira venceu Fernando Neto por nocaute técnico a 1' 13'' do segundo round
Davi Ramos finalizou Claudiere Freitas com um armlock a 3' 07'' do primeiro round
Rodrigo Cabeça finalizou Rafael Bueno com um mata-leão a 2' 05'' do segundo round
Ricardo Carcacinha finalizou Rafael Baraka com um mata-leão a 2' 38'' do primeiro round
Guilherme Faria venceu Maikon Carvalho por nocaute a 1' 39'' do primeiro round
Fernando Tréssino finalizou Márcio Teles com uma guilhotina a 2' 57'' do primeiro round
Zé Reborn venceu Ângelo Gambá por decisão unânime dos juízes laterais
Fernando Santo Forte venceu Xandão por decisão unânime dos juízes laterais
Bruno Bulldoguinho finalizou Soslenis Grilinho com um mata-leão a 4' 33'' do terceiro round
Card Preliminar
Gustavo Erak venceu Lucas Baiano por decisão unânime dos juízes laterais
Júnior Preto venceu Everton Monteiro por decisão unânime dos juízes laterais
Mariana Moraes finalizou Mariana Santos com um armlock a 40'' do primeiro round'
Anselmo Assumpção venceu Tales Alves por nocaute técnico a 2' 17'' do segundo round
Roberto Souza venceu Gustavo Veiga por nocaute técnico a 2' 29'' do segundo round
Uyran Presuntinho venceu Adriano Mão de Pedra por nocaute técnico a 3' 30'' do primeiro round
Ricardo Pacheco venceu Moreno Bibi por nocaute técnico a 2' 40'' do primeiro round